Sem Bruno Fuchs, Atlético-MG ainda vive indefinição para decisão na Libertadores

Após o empate contra o América-MG, técnico argentino revelou indefinição no setor (Divulgação/Atlético-MG)


O Atlético-MG fará, na próxima quarta-feira, o jogo mais importante da temporada 2023 até o momento. Contra o Carabobo, da Venezuela, o time brasileiro definirá uma vaga na terceira fase da Libertadores e não terá o zagueiro Bruno Fuchs, que vira desfalque, já que no jogo de ida, sofreu uma pequena fratura no pé direito.

Com isso, o técnico argentino Eduardo Coudet vive uma indefinição no setor. Com Jemerson praticamente garantido em uma das vagas, o Galo ainda tem três opções: Nathan Silva, Réver e o uruguaio Maurício Lemos.

+ Novidade no ar! Acompanhe as últimas negociações do Galo no mercado da bola

Após o empate contra o América-MG no fim de semana, o próprio Chacho revelou que ainda não tem um escolhido. Para ele, a titularidade dependerá do desempenho nos treinamentos que serão realizados até a partida.

- Seguramente, na segunda, que é quando vamos voltar (a treinar), vamos saber como está cada um. Alguém pode ter uma dor, alguma coisa… Se pudéssemos conversar na terça, eu te falaria o que estou achando. Hoje (sábado), não posso. Perdão - disse o treinador, ao ser perguntado sobre a questão.

Contra o Coelho, no último jogo, Coudet promoveu a estreia do recém-chegado Mauricio Lemos, que teve atuação positiva. Vale lembrar também que, no segundo tempo, o treinador argentino lançou mão do experiente Réver.