Seleção americana cancela treinos no Catar por tensão entre EUA e Irã

Yahoo Esportes
Jogadores da seleção americana durante partida contra Cuba, válida pela Liga das Nações da Concacaf (John Dorton/ISI Photos/Getty Images)
Jogadores da seleção americana durante partida contra Cuba, válida pela Liga das Nações da Concacaf (John Dorton/ISI Photos/Getty Images)

A US Soccer (Federação Americana de Futebol) cancelou o período de treinamentos que a seleção americana faria no Catar “por causa do desenvolvimento de uma situação na região”. A decisão foi anunciada na sexta (3), menos de 24 horas após a morte do general iraniano Qasem Soleimani.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Não existem restrições a cidadãos americanos no Catar no momento, mas a US Soccer preferiu tomar a precaução e mudar totalmente os planos, mesmo estando a dois dias do início do período de treinamentos, que incluiria três semanas de treinos e amistosos, todos com portões fechados.

Leia também:

De acordo com o Yahoo Sports, várias pessoas do staff da seleção americana já estavam no Catar e parte dos equipamentos necessários estava a caminho quando a decisão foi tomada.

Normalmente, o período de treinos da seleção americana em janeiro sempre é feito nos Estados Unidos, mas a US Soccer defendeu a mudança para o Catar neste ano justificando que os atletas e a comissão técnica poderiam se familiarizar com o país que sediará a Copa do Mundo de 2022.

Com isso, a delegação de 25 jogadores convocada pelo técnico Greg Berhalter fará seu período de treinos em Brandenton, na Flórida, a partir de segunda (6). Ao fim das três semanas, a seleção americana enfrentará a Costa Rica no dia 1º de fevereiro.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também