Seleção vê 'reservas' acirrarem briga por vaga e pode ter mudanças contra Camarões


A Seleção Brasileira teve uma atuação ruim diante da Suíça e precisou do banco de reservas para vencer por 1 a 0. Rodrygo e Bruno Guimarães jogaram a partir do segundo tempo, mas foram importantes no resultado, que garantiu a equipe nas oitavas de final. Agora eles podem ter uma chance no time titular diante de Camarões e deixar uma dor de cabeça para Tite, acirrando a briga por uma vaga no time titular na Copa do Mundo.

> AO VIVO: acompanhe em tempo real os passos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo

Sem Neymar, que tem lesão no ligamento lateral do tornozelo direito, o treinador precisou arranjar uma solução para essa enorme ausência. A opção foi por colocar Fred no meio-campo e adiantar Paquetá, mas ela não funcionou. Tanto é que logo após o intervalo o meia foi sacado para a entrada de Rodrygo, mas ainda havia algo a acertar.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O jovem do Real Madrid já tinha dado indícios de que mexeria um pouco com a dinâmica da partida, porém o time seguia engessado. Até que Tite decidiu sacar Fred e colocar Bruno Guimarães, soltando um pouco mais a equipe, que chegou a fazer um gol com Vini Jr, que foi muito bem anulado, pois houve impedimento no início da jogada.

> Veja a tabela e o simulador da Copa do Mundo-2022 clicando aqui

Aí sim a mudança foi notada. Com mais cacoete para jogar avançado e com poder de marcação suficiente para trocar de posição com Casemiro e armar o jogo de trás, Bruno se destacou e deixou boa impressão para a comissão técnica, ou seja, um recado de que está pronto para encarar o desafio e fazer a diferença quando for requisitado por Tite. No gol, a presença de Casemiro no ataque se deve ao posicionamento de Bruno atrás.

Treino Seleção Brasileira - Qatar
Treino Seleção Brasileira - Qatar

Bruno Guimarães e Rodrygo dão dor de cabeça a Tite (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O mesmo serve para Rodrygo, que já poderia ter entrado de início no lugar de Fred. Mas isso deve acontecer na próxima sexta-feira, contra Camarões, quando a comissão técnica deve poupar alguns jogadores e abrir espaço para outros que estão de olho, principalmente, nessa vaga deixada por Neymar, que pode ficar aberta nas oitavas. Dependendo do que fizerem, podem até carimbar passaporte para jogar o mata-mata.

> Próximos jogos do Brasil na Copa do Mundo: veja datas, horários e onde assistir


Na entrevista coletiva pós-jogo, tanto Tite quanto César Sampaio preferiram não falar da estratégia para o próximo duelo, mas por conta da proximidade com a partida de oitavas de final, que deve ser já na próxima segunda-feira, ou seja, poucos dias depois da terceira rodada, o rodízio tende a acontecer. Será a chance de Rodrygo, Bruno Guimarães e outros mostrarem que a briga pela titularidade está aberta, dando dor de cabeça boa ao técnico.

Até enfrentar Camarões, na próxima sexta-feira, às 16h (de Brasília), a Seleção terá três sessões de treinamento, nas quais Tite e seus auxiliares devem definir quais alterações farão para a última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo. Para se classificar na primeira posição da chave, basta ao Brasil um empate, pois não será alcançado.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.