É a vez dos jovens! Tite deve abrir caminho para mais novos mostrarem serviço na Seleção contra Equador

·3 minuto de leitura


A "competição paralela" entre os jogadores da Seleção Brasileira por um espaço ficou mais evidente com a classificação antecipada da equipe para as quartas de finais da Copa América. Ver como jovens talentos driblam a ansiedade e tentam manter a sincronia canarinha deve fazer para da lista de observações de Tite no confronto com o Equador, neste domingo, às 18h, no Estádio Olímpico de Goiânia, pela quinta rodada do Grupo B da Copa América.

> Fase de grupos da Copa América prestes a chegar ao fim. Confira a tabela!

- A gente veste uma camisa muito pesada, a gente tem que entrar em campo para ganhar todos os jogos. O resultado é consequência do trabalho, a gente tem que jogar bem para merecer vencer - destacou Douglas Luiz.

O jogador de 23 anos frisa que não se deve abalar pela ansiedade. Por mais que a disputa com Fred e com Lucas Paquetá seja acirrada no seu setor, qualquer minuto é fundamental para que quem entre em campo com a amarelinha tenha serenidade para mostrar serviço.

- É uma emoção só de estar no grupo. Estou tranquilo, feliz, e pretendo fazer minha melhor função - garantiu Douglas Luiz.

Além de "adiantar" que fará dobradinha com Renan Lodi pelo lado esquerdo, o jogador do Aston Villa se esmera para corresponder à expectativa gerada em torno de seu futebol. Afinal, ele é o único que está na Copa América e posteriormente, defenderá o Brasil na Olimpíada.

- Me sinto muito realizado de viver esse momento único na minha vida, mas o foco por enquanto é na Copa América e depois na Olimpíada para manter o nosso ouro... - garantiu.

O meio-campista não deve ser o único jovem a ter mais espaço neste confronto com o Equador. Outros jogadores cotados entre os titulares são Emerson e Vinicius Júnior.

O lateral de 23 anos, que depois de atuar no Betis regressou ao Barcelona tem a chance de corresponder ao aprendizado que tem neste convívio com o grupo da Seleção, como apontou em entrevista coletiva em 28 de maio.

- Sei da minha evolução pessoal, venho evoluindo no Betis, cresci muito lá dentro. Não cabe a mim, temos um comandante que estuda muito para fazer a convocação. Estou aqui, fui convocado, estou muito feliz, venho aprendendo muito e melhorando muito - declarou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


Vinicius Júnior, por sua vez, tem a seu favor a maneira como deixou de ser uma promessa para se consolidar como uma das grandes qualidades do Real Madrid. O jovem atacante tende a arcar com a responsabilidade formar o trio com Richarlison e Neymar.

Responsável por fazer boas investidas pelas pontas e ser bom driblador, o jogador de 20 anos pode se tornar a bola da vez e, com maturidade, comprovar seu potencial de crescimento para garantir uma das vagas na Copa do Mundo de 2022.

É hora de jovens mostrarem a Tite o quanto podem amadurecer com a Seleção na Copa América.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos