A seleção ideal dos jogos de ida das quartas da Champions League

Lucas Humberto
·4 minuto de leitura

Teve surpresa, desfalques importantes, favoritismos comprovados e atuações de tirar o fôlego. Essa descrição poderia ser utilizada em qualquer Champions League, mas estamos falando somente dos jogos de ida das quartas de final. E, como não poderia deixar de ser, deixamos nossa seleção desta fase aqui. Confira.

1. Keylor Navas

Navas teve atuação de gala na Champions League. | Alexander Hassenstein/Getty Images
Navas teve atuação de gala na Champions League. | Alexander Hassenstein/Getty Images

O Bayern de Munique teve muitas chances de gol. Se não fosse o brilhantismo de Navas na meta do clube francês, o resultado muito provavelmente seria outro. Na partida de ontem (07), ele fez nada menos que 10 defesas, sendo sete de chutes dentro da área.

Nenhum outro arqueiro teve espaço nesta primeira fase. As quartas de final foram inteiras de Navas.

2. Benjamin Pavard

Pavard saiu derrotado, mas fez bom jogo. | CHRISTOF STACHE/Getty Images
Pavard saiu derrotado, mas fez bom jogo. | CHRISTOF STACHE/Getty Images

Os bávaros saíram derrotadas, mas Pavard conseguiu se destacar em noite de pouco brilho do Bayern de Munique. O lateral teve atuação segura, boa marcação e foi responsável direto por manter a posse de bola favorável ao clube alemão no decorrer da partida. Sem dúvidas, um dos menos culpados pela derrota.

3. Éder Militão

Foi difícil passar pela defesa de Militão. | Angel Martinez/Getty Images
Foi difícil passar pela defesa de Militão. | Angel Martinez/Getty Images

Militão só precisou de uma grande oportunidade para mostrar todo seu potencial. E ele conseguiu. Embora o retorno de Sergio Ramos sinalize uma provável volta ao banco de reservas, o zagueiro deixou seu cartão de visitar no futebol mundial e provou que a defesa dos merengues seguirá bem servida.

4. César Azpilicueta

O lateral-direito colocou 100% de si dentro dos gramados. | Quality Sport Images/Getty Images
O lateral-direito colocou 100% de si dentro dos gramados. | Quality Sport Images/Getty Images

Grande parte dos holofotes da Champions League estavam no aguardado confronto entre Bayern de Munique e PSG. Contudo, Porto e Chelsea também travaram uma emocionante batalha nos jogos de ida. Se enganou quem pensou que os Blues teriam vida fácil. Azpilicueta foi um dos dos melhores da equipe e teve atuação destacadíssima. Jogou de terno!

5. Ben Chilwell

Golaço de Chilwell tirou qualquer resquício de confiança do Porto. | Fran Santiago/Getty Images
Golaço de Chilwell tirou qualquer resquício de confiança do Porto. | Fran Santiago/Getty Images

O Porto até conseguiu controlar uma parte considerável do segundo tempo, mas tudo foi por água abaixo quando Chilwell marcou um golaço na reta final do jogo. O lateral-esquerdo ampliou a vantagem dos Blues para segunda partida.

6. Joshua Kimmich

Kimmich se multiplicou em campo para conseguir superar o PSG, mas não teve êxito. | Alexander Hassenstein/Getty Images
Kimmich se multiplicou em campo para conseguir superar o PSG, mas não teve êxito. | Alexander Hassenstein/Getty Images

Regularíssimo como de costume, Kimmich fez boa partida e até tentou suprir a falta do lesionado Lewandowski nos metros finais do campo, mas encontrou Navas inspirado. De qualquer forma, jogou muito e merece um lugar na nossa seleção.

7. Toni Kroos

Kroos em ação pelo Real Madrid. | Angel Martinez/Getty Images
Kroos em ação pelo Real Madrid. | Angel Martinez/Getty Images

Kroos e seus lançamentos... Para quem tinha dúvida sobre o desempenho físico do meio-campista, a resposta veio dentro das quatro linhas. Devidamente recuperado, o alemão agiu como de costume e foi o maior norteador do Real Madrid na partida. Mostrando visão de jogo absurdamente diferenciada, ele conduziu os merengues com maestria.

8. Kevin De Bruyne

De Bruyne segue mostrando que a boa fase não é nada passageira. | PAUL ELLIS/Getty Images
De Bruyne segue mostrando que a boa fase não é nada passageira. | PAUL ELLIS/Getty Images

O belga passou pelo Borussia Dortmund como um raio. Aliás, a velocidade do plantel vem sendo um dos maiores diferenciais da equipe de Pep Guardiola. O City só precisou roubar uma bola para fazer estrago com De Bruyne aparecendo não apenas enquanto definidor, mas como articulador da jogada. Mais um jogo impecável do camisa 17!

9. Vinícius Júnior

Atacante teve atuação histórica e marcou duas vezes contra o poderoso Liverpool. | Fran Santiago/Getty Images
Atacante teve atuação histórica e marcou duas vezes contra o poderoso Liverpool. | Fran Santiago/Getty Images

Na última terça-feira (06), o futebol parou para ver Vinícius Júnior dar um show em pleno Estádio Alfredo Di Stéfano. O atacante foi elogiado pela imprensa mundial e ofuscou o estrelado Liverpool. Não teve Salah, Mané e muito menos Diogo Jota, o nome dos merengues é do Brasil.

10. Neymar

Atacante mostrou sua melhor versão em campo e triunfou sobre o Bayern de Munique. | Alexander Hassenstein/Getty Images
Atacante mostrou sua melhor versão em campo e triunfou sobre o Bayern de Munique. | Alexander Hassenstein/Getty Images

Neymar pode até não ter deixado seu gol, mas foi impecável na construção das jogadas e deixou o protagonismo da definição para Mbappé. Foram duas assistências do brasileiro e uma equilibrada partida no quesito emocional. O camisa 10 do PSG mostrou que não ficou abalado pela confusão na última partida da Ligue 1, quando acabou expulso.

11. Kylian Mbappé

Mais dois na conta do francês. | Alexander Hassenstein/Getty Images
Mais dois na conta do francês. | Alexander Hassenstein/Getty Images

Se Neymar teve atuação destacada como garçom, Mbappé mostrou que segue mais definidor que nunca. O francês fez dois dos três gols da equipe de Pochettino e ainda desperdiçou algumas chances. Aliás, o camisa 7 está vivendo uma constante evolução física e parece mostrar versões cada vez melhores em campo.