Seleção de futebol da Itália é vacinada contra Covid-19 antes da Eurocopa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Técnico da Itália, Roberto Mancini, durante partida entre Itália e Lituânia pelas eliminatórias para a Copa do Mundo
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

ROMA (Reuters) - Os jogadores cotados para uma vaga na seleção italiana, do técnico Roberto Mancini, para o Campeonato Europeu do próximo mês foram vacinados contra a Covid-19 nesta segunda-feira, disseram autoridades.

O Ministério da Saúde do país autorizou a vacinação prioritária dos jogadores antes da Euro-2020, que terá sua partida de abertura no Estádio Olímpico de Roma, com a Itália enfrentando a Turquia, em 11 de junho.

"Hoje foram vacinados 12 atletas em Roma e outros 14 ou 15 em Milão, o número de jogadores indicado por Mancini, que depois será restringido quando enviarmos a lista oficial de convocados à Uefa", disse o presidente da Federação Italiana de Futebol, Gabriele Gravina.

Os três jogos da fase de grupos da Itália, contra Turquia, Suíça e País de Gales, serão disputados em Roma, assim como um dos jogos das quartas-de-final.

Há notícias de que a Uefa vai ampliar o limite de convocados para o torneio, que acontece um ano mais tarde que o previsto devido à pandemia, de 23 para 26 jogadores, mas a mudança ainda não foi confirmada.

"Gostaria de agradecer ao governo por permitir que o Campeonato Europeu seja disputado aqui na Itália e por nos permitir realizar esse evento com a máxima segurança, no que diz respeito aos atletas", disse Gravina.

(Por Alasdair Mackenzie)