Seleção: Dani Alves busca 'refúgio', de olho na convocação para a Copa


Podemos dizer que faltam poucas horas para que Tite anuncie a lista de convocados da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo do Qatar. E uma das principais dúvidas é a presença ou não de Daniel Alves entre os 26 que defenderão a Amarelinha no torneio. No que depender dele, os esforços estão sendo feitos para isso.


> Veja quem pode aparecer na lista da Seleção para Copa do Mundo
> Veja a tabela da Copa do Mundo-2022 clicando aqui

Pensando em se manter em forma e preparado para representar o Brasil depois de o calendário com Pumas ter sido encerrado no México, o lateral está desde o início do último mês treinando no Barcelona B, lugar que pode ser considerado sua "casa".

O jogador tem usado constantemente suas redes sociais para postar fotos de suas atividades no Barça. Recentemente, ele tem até treinado com o elenco da equipe B, inclusive recebendo destaque do próprio perfil oficial do clube, que mostra a honra de receber essa lenda. O atleta de 39 anos segue o cronograma do grupo.

Segundo apurou o LANCE!, Dani Alves recebeu a visita de uma comitiva da Seleção Brasileira nos últimos dias para acompanhar a sua situação, visto que ele não esteve na última lista para a Data Fifa e é um dos cogitados para ocupar uma das vagas na lateral direita.

Daniel Alves - Pumas
Daniel Alves - Pumas

Daniel Alves pertence ao Pumas (Foto: CLAUDIO CRUZ / AFP)

Depois de deixar o São Paulo, em setembro de 2021, Dani teve uma passagem pelo Barcelona, onde ficou até o meio de 2022 e depois assinou com o Pumas, onde disputou apenas 13 partidas até aqui, sendo a última delas no dia 23 de setembro, há mais de um mês.

A parada para Daniel Alves, porém, não é fácil. Apesar de duas Copas no currículo, títulos recentes pela Seleção e ser um dos jogadores mais vitoriosos da história do futebol, sua ida para o Qatar depende de uma preferência de Tite. Com Danilo garantido, o treinador pode optar por abrir mão de uma vaga para um lateral-direito e deixar a função com um zagueiro improvisado, que seria o caso de Militão.

Vale lembrar que na Copa do Mundo de 2018, Dani foi desfalque da Seleção Brasileira por ter sofrido lesão no ligamento do joelho a cerca de três meses do torneio. Caso não seja chamado por Tite desta vez, o jogador deixar de disputar seu segundo Mundial consecutivo.