Seleção Brasileira e Copa América: a posição de jogadores e comissão técnica sobre o torneio

·2 minuto de leitura

Algo muito forte será anunciado pelo grupo de jogadores e pela própria comissão técnica da Seleção Brasileira depois dos dois jogos das Eliminatórias Sul-americanas da Copa do Mundo. Essa posição envolve, sim, a participação do Brasil na Copa América, e a cúpula da CBF já sabe do que se trata.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nesta quinta-feira, Tite evitou dar detalhes. Apenas disse que a prioridade, no momento, são as partidas diante de Equador e Paraguai. Porém, as poucas palavras sobre o que estava acontecendo no ambiente verde-amarelo foram suficientes para mostrar sua insatisfação com o momento.

Temos uma opinião muito clara e fomos, lealmente, numa sequência cronológica, eu e o Juninho (Paulista) externando ao presidente (Rogério Caboclo) qual a nossa opinião. Depois, pedimos aos atletas para focarem apenas no jogo contra o Equador, em Porto Alegre. Na sequência, solicitaram uma conversa direta ao presidente. Foi uma conversa muito clara, direta. A partir daí, a posição dos atletas também ficou clara. Temos uma posição, mas não vão externar agora.Tite, técnico da seleção brasileira

A partir da informação - que não foi negada pelo comandante da equipe -, de que os atletas que atuam na Europa não querem participar da Copa, outras possibilidades surgiram. Algumas dão conta de que todo o plantel está unido nesta ideia - e os integrantes da comissão técnica, também. Em uma primeira análise, claro, se pensou na relação com a vinda do torneio para o Brasil em meio à pandemia - depois, surgiram boatos de que, na verdade, os "estrangeiros" querem férias. Em seguida, uma nova vertente, a de que a forma como os dirigentes da confederação conduziram o processo não agradou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Enfim, com tantas situações, não se descarta uma reviravolta, afinal, há tempo para isso, com os jogadores indo a campo sob protesto. No entanto, também não se pode deixar de lado a hipótese de uma rebelião ainda mais forte. A ver!

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos