Seleção argentina chega em Buenos Aires sob forte esquema de proteção

·2 minuto de leitura
Torcedores ocupam uma rodovia durante a pasagem dos ônibus da seleção da Argentina na chegada a Buenos Aires para clebrar a conquista da Copa América

A seleção da Argentina desembarcou na manhã deste domingo em Buenos Aires, após conquistar no sábado a Copa América no Brasil, e deixou o aeroporto em diereção à sede da Associação do Futebol Argentino (AFA) sob forte operação de segurança.

A equipe comandada pelo atacante Lionel Messi saiu do Rio de Janeiro de madrugada e pousou no terminal aéreo da capital do país.

Depois de serem submetidos a rigorosos exames, os jogadores que no sábado derrotaram a seleção brasileira por 1 a 0 na final do torneio continental de seleções, disputada no Maracanã, embarcaram em dois ônibus escoltados por várias motocicletas e carros da polícia.

Centenas de torcedores se aproximaram da rodovia para festejar com os jogadores.

Nenhuma celebração institucional está planejada pela AFA devido às medidas de combate à pandemia de covid-19.

Assim que chegarem na sede da confederação de futebol local, a delegação argentina será recebida pelo presidente do país, Alberto Fernández.

- Festa na capital durante a madrugada -

Assim que o jogo terminou no estádio do Maracanã, na noite de sábado, uma multidão se aglomerou em torno do icônico Obelisco da capital, iluminado com as cores nacionais, habitual local de comemorações argentinas, que não registrava multidões desde novembro de 2020, quando faleceu o ex-jogador de futebol Diego Maradona.

Ao mesmo tempo, centenas de veículos tomaram conta da Avenida 9 de Julio, principal via de Buenos Aires, para celebrar a 15ª conquista do torneio continental de seleções.

Na madrugada de domingo, muitas famílias, mas principalmente jovens, continuavam a chegar à área de festas de Buenos Aires, que contava com uma forte presença policial.

As cenas de ruas bloqueadas e multidões com bandeiras, abraços e gritos de euforia se repetiram nas principais cidades do país, incluindo Rosário, terra natal de Messi.

Durante as celebrações pelo título da Copa América, muitas pessoas circularam sem máscara, o que gera preocupações nas autoridades locais sobre o aumento de casos de covid-19 nas próximas semanas.

No sábado, a Argentina acabou com uma série de 28 anos sem títulos e o atacante Messi enfim celebrou a conquista de seu primeiro troféu pela seleção.

gv/ll/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos