'A seleção é um bônus', diz Angeliño, lateral-esquerdo do RB Leipzig

LANCE!
·1 minuto de leitura


Um dos destaques do RB Leipzig, o lateral-esquerdo Angeliño, que pertence ao Manchester City, mas está emprestado ao clube alemão, afirmou que não coloca uma convocação para a seleção espanhola como obsessão. Em entrevista ao jornal "As", o ala disse que seu principal objetivo é ajudar o clube.


- Tenho que continuar na mesma linha, tentando fazer o meu melhor aqui, e então veremos. Não é algo que eu tenha em mente ou que esteja me pressionando muito. É um bônus. Amo jogar futebol e, enquanto jogar aqui, sempre serei feliz. Aqui estou confortável, feliz e tranquilo - disse Angeliño.

O jogador também falou sobre o treinador Julian Nagelsmann, apontado por muitos como um dos melhores do mundo e um dos mais promissores da nova geração. Segundo Angeliño, o comandante do RB Leipzig não permite que o time dê menos que "100% nos treinos".

- Ele exige muito. Uma de nossas virtudes é a pressão que fazemos. Nós pressionamos muito e é muito difícil para o outro time jogar. No treinamento, ele sempre quer 100%. Você não pode relaxar a qualquer momento. Ele sempre quer que façamos o nosso melhor em cada sessão. É por isso que mais tarde nos jogos essa intensidade vem naturalmente para nós. Ele não gosta nada de ver que no treino você não corre ou não põe o pé - concluiu.