Seis nomes dentro do perfil que o Grêmio busca para contratar como treinador

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O que parecia questão de tempo se concretizou: Tiago Nunes não é mais técnico do Grêmio. Depois de mais uma derrota no Brasileirão - desta vez por 1 a 0 para o Atlético-GO em casa - o então comandante gremista não resistiu e foi desligado do clube. Agora a diretoria busca um nome para substitui-lo, levando em conta alguns critérios, como a identificação.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Levando isso em consideração, pensamos em cinco alternativas para assumir o posto do atual lanterna do campeonato. Vamos lá:

1. Felipão

Scolari tem linda história de idolatria no Grêmio | Lucas Uebel/Getty Images
Scolari tem linda história de idolatria no Grêmio | Lucas Uebel/Getty Images

Multicampeão e ídolo gremista, Luiz Felipe Scolari parece a opção mais concreta neste momento. O técnico deixou o Cruzeiro sob boa impressão na temporada passada, justamente num contexto de acalmar os ânimos e trazer estabilidade. Ideal para o que se busca na Arena agora.

2. Mano Menezes

Mano foi vice-campeão da Libertadores pelo Grêmio em 2007 | JUAN MABROMATA/Getty Images
Mano foi vice-campeão da Libertadores pelo Grêmio em 2007 | JUAN MABROMATA/Getty Images

Outro nome carregado de experiência e história no clube é Mano Menezes. Sua contratação é um pouco mais complexa que a de Felipão por estar empregado no futebol árabe neste momento. Mas um chamado tricolor pode rapidamente mudar seu panorama.

3. Tcheco

Histórico como jogador, identificado, Tcheco pode assumir o comando do time sem sentir a pressão | Du Caneppele/O Fotografico/Gazeta Press
Histórico como jogador, identificado, Tcheco pode assumir o comando do time sem sentir a pressão | Du Caneppele/O Fotografico/Gazeta Press

Talvez não seja a melhor ocasião para uma aposta, mas também é difícil pensar que vai ficar pior do que já está. Tcheco tem grande identificação com o clube por sua marcante passagem como jogador e tem se aprimorado cada vez mais no ofício de treinador. Hoje comanda o FC Cascavel, no Paraná, líder da Série D.

4. Lisca

Lisca já passou pela base gremista | Alexandre Schneider/Getty Images
Lisca já passou pela base gremista | Alexandre Schneider/Getty Images

Nome de recente saída do América-MG, Lisca já trabalhou na base do Imortal e não esconde que gostaria de voltar. Há menos de um ano, inclusive, brincou sobre isso ao dizer que "se um dia o Renato resolver sair, ele me deixa no lugar arrumando a casa, e quando quiser voltar é só me ligar". Será?

5. Luis Carlos Goiano

Goiano é nome pouco falado | DJALMA VASSÃO/Gazeta Press
Goiano é nome pouco falado | DJALMA VASSÃO/Gazeta Press

Goiano foi figura muito relevante no Grêmio dos anos 90, como jogador. Atualmente tem trabalhado como diretor-executivo no Grêmio Novorizontino (onde montou o elenco campeão do interior desta temporada), mas também já teve experiências à frente do banco de reservas. Seria uma aposta mais arriscada que a vinda de Tcheco, no entanto ainda assim, com o alinhamento correto, pode vingar e fazer o time render.

6. Arce

Arce é técnico do Cerro Porteño | Luis Vera/Getty Images
Arce é técnico do Cerro Porteño | Luis Vera/Getty Images

Para completar nossa lista, o ex-lateral paraguaio Francisco Arce. Trazê-lo agora não seria tarefa simples, uma vez que está empregado no comando técnico do Cerro Porteño e classificado para encarar o Fluminense nas oitavas de final da Libertadores. Porém definitivamente é um nome que agradaria a gregos, troianos e mais um par de gente no Humaitá.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos