Seguro, Brasil vence Uruguai e mantém 100% nas Eliminatórias

Vinícius Faustini
·4 minuto de leitura
Brazil's Richarlison (C, back to camera) celebrates with teammates after scoring against Uruguay during their closed-door 2022 FIFA World Cup South American qualifier football match at the Centenario Stadium in Montevideo on November 17, 2020. (Photo by Raul MARTINEZ / POOL / AFP) (Photo by RAUL MARTINEZ/POOL/AFP via Getty Images)
Jogadores do Brasil comemoram o gol de Richarlison (RAUL MARTINEZ/POOL/AFP via Getty Images)

A Seleção Brasileira fechou o seu ciclo de jogos de 2020 das Eliminatórias de Copa do Mundo de forma eficaz. Com gols de Arthur e Richarlison, os comandados de Tite derrotaram o Uruguai por 2 a 0 em pleno Estádio Centenário e asseguraram três pontos importantes em seu adversário mais desafiador deste início de competição.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Com o resultado desta terça-feira, o Brasil foi a 12 pontos e terminou o seu ciclo de jogos pela competição no ano de 2020 com 100% de aproveitamento, enquanto a Celeste segue com seis pontos.

Leia também:

A equipe canarinha só volta a campo em março de 2021, quando mede forças com a Colômbia. Os uruguaios encaram a Argentina.

MUITOS OBSTÁCULOS

Os primeiros minutos foram bem movimentados no Estádio Centenário. Logo aos dois minutos, Thiago Silva lançou Gabriel Jesus. O atacante abriu espaço pela direita e exigiu Campaña em um chute cruzado.

O Uruguai respondeu logo em seguida. Com um drible, Nuñez deixou Danilo no chão e, em seguida, encheu o pé. A bola explodiu no travessão. A Celeste aumentou sua pressão, depositando suas fichas em De La Cruz e Nández. Entretanto, à exceção de uma cabeçada de Cavani rente à trave, a zaga brasileira continha o ímpeto adversário.

DEMOROU... MAS ENGRENOU!

A dedicação que tinha defensivamente demorou a ser refletida no setor ofensivo. Everton Ribeiro criava jogadas, mas a linha de frente formada por Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Richarlison esbarrava na marcação uruguaia. O ímpeto brasileiro começou a se sobressair na reta final.

Everton Ribeiro se desvencilhou da marcação e cruzou. Gabriel Jesus, em meio aos zagueiros, serviu Arthur, que deu um chute colocado. A bola desviou em um defensor e traiu Campaña, aos 33. Com embalo renovado, a Seleção quase ampliou no lance seguinte. Arthur abriu um passe para Firmino. O camisa 20 arrancou e bateu rasteiro, mas o goleiro encaixou.

Dominando as ações, a equipe de Tite marcou o segundo aos 45. Após jogada ensaiada em cobrança de escanteio curto, Renan Lodi alçou para a área. Richarlison surgiu entre os zagueiros e cabeceou no canto de Campaña. Os uruguaios ensaiaram uma reação em falta cobrada por De La Cruz, mas Godín cabeceou uma bola no travessão.

SOLIDEZ EM CAMPO

Na volta do intervalo, a Seleção continuou a fazer variações táticas e a se lançar ao ataque. No primeiro minuto, Gabriel Jesus se livrou da marcação, mas finalizou para as nuvens. Coube a Everton Ribeiro levar a equipe à frente, mas Roberto Firmino e Richarlison esbarravam na marcação.

Campaña foi exigido em falta cobrada por Everton Ribeiro e para salvar cruzamento de Renan Lodi. Já defensivamente, os comandados de Tite controlavam a partida.

VAR EM AÇÃO E URUGUAI PENANDO OFENSIVAMENTE

O Uruguai tentou se lançar de vez ao ataque na etapa final. Entretanto, a equipe se mostrava atabalhoada ao tentar furar o bloqueio brasileiro. Além disto, errava com frequência os lançamentos.

O panorama piorou de vez aos 26 minutos. Cavani cometeu falta em Richarlison e, inicialmente, recebeu cartão amarelo. Após ouvir o alerta do VAR, o árbitro Roberto Tobar foi à cabine de vídeo, revisou o lance e expulsou o atacante.

Minutos depois, os uruguaios ensaiaram uma reação em uma jogada que começou em uma cobrança de escanteio. Em meio ao bate e rebate, Nuñez chutou para o fundo da rede. Porém, a jogada foi invalidada por impedimento.

Os uruguaios partiram de vez para o "abafa" na reta final, mas novamente não foram efetivos diante de um Brasil que cadenciou o jogo. Com atuação segura, a Seleção segurou as pontas mesmo sem astros, soube convencer diante de um adversário difícil e fechou o ano de 2020 tranquilo nas Eliminatórias.

URUGUAI 0x2 BRASIL

Data-Hora: 17-11-20 - 20h
Estádio: Centenário, em Montevidéu (URU)
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Rios (CHI)
VAR: Cristian Garay (CHI)
Cartões amarelos: Giménez, Nández (URU), Douglas Luiz, Richarlison (BRA)
Cartão vermelho: Cavani (URU)

Gols: Arthur, 33,1/T (0-1), Richarlison, 45/1T (0-2)

URUGUAI: Martín Campaña; Martin Cáceres, José Maria Giménez, Diego Godín e Agustín Oliveros; Rodrigo Betancur (Brian Rodríguez, 14/2T), Lucas Torreira (Arambarri, 14/2T), De La Cruz (Jonathan Rodríguez, 25/2T) e Nahitan Nandez; Darwin Nuñez e Edinson Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

BRASIL: Ederson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Douglas Luiz (Lucas Paquetá, 46/2T), Arthur e Everton Ribeiro (Bruno Guimarães, 46/2T); Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Richarlison (Everton Cebolinha, 25/2T). Técnico: Tite

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos