Segundo turno em São Paulo: PSL e Joice Hasselmann declaram apoio a Covas

Redação Notícias
·3 minuto de leitura
Brazilian Federal Deputy Joice Hasselmann is seen during a meeting of the LIDE (Businessmen Leaders Group) in Campos do Jordao, Brazil, April 5, 2019. REUTERS/Amanda Perobelli
A candidata derrotada e seu partido, o PSL, se pronunciaram oficialmente sobre o assunto nesta quinta-feira. (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)

Derrotada na eleição à prefeitura de São Paulo, Joice Hasselmann apoiará Bruno Covas (PSDB) na disputa com Guilherme Boulos (PSOL) neste segundo turno. A candidata derrotada e seu partido, o PSL, se pronunciaram oficialmente sobre o assunto nesta quinta-feira (19).

“Em virtude do risco iminente que a cidade de São Paulo corre de ter a prefeitura invadida novamente pela esquerda, dessa vez, ainda mais radical, não há outro caminho para o PSL da cidade de São Paulo e para mim, Joice Hasselmann, que disputei a prefeitura no primeiro turno, a não ser se posicionar a favor da reeleição do atual prefeito, Bruno Covas”, afirmou.

Hasselmann teve números decepcionantes no último domingo, quando registrou apenas 1,84% dos votos válidos na capital paulista. Em sua página no Twitter, ela justificou seu posicionamento em relação a Covas e considerou que Boulos levaria a cidade ao “caos”.

Leia também

“Não posso cruzar os braços enquanto São Paulo pode ser levada ao caos com Guilherme Boulos, o PSOL e o PT”, escreveu. “Todos conhecem minhas críticas à gestão do atual prefeito. Em conversa com ele, Bruno Covas se comprometeu a adotar vários pontos do meu plano de governo. Vou fiscalizar de perto tudo.”

Eleições em São Paulo

São Paulo é o maior colégio eleitoral do Brasil com quase 9 milhões de pessoas aptas a votar. Com 32.85% dos votos válidos no primeiro turno, Bruno Covas (PSDB) enfrenta Guilherme Boulos (PSOL) que teve 20.24% dos votos válidos..

Covas é prefeito da cidade desde 2018, quando assumiu após o prefeito eleito João Doria (PSDB) deixou o cargo para disputar — e ganhar — o Governo do Estado. Foi Bruno quem esteve à frente da cidade na pandemia do coronavírus.

Já Boulos ficou nacionalmente conhecido em 2018, quando foi candidato do PSOL à presidência. Conhecido por sua atuação com o MTST, ele é professor e concorre pela primeira vez ao cargo. Sua vice, Luiza Erundina, foi prefeita de São Paulo no final da década de 1980.

Eleições municipais em todo país

As Eleições 2020 moveram praticamente todo país neste domingo. Por conta do coronavírus, essa foi uma eleição diferente, com horários estendidos e mais critérios de segurança sanitária.

Uma questão que levanta muitas dúvidas ao longo processo é o famoso coeficiente eleitoral. Bem resumidamente, é a divisão do número de eleitores pelo número de vagas (nós explicamos com detalhes AQUI). Cada cidade, então, tem seu coeficiente eleitoral.

Caso não esteja presente na cidade onde você está apto para votar, é possível justificar seu voto. Para saber como, siga nosso guia clicando AQUI.

O que faz um prefeito?

O Estado se divide em três poderes o Executivo, Legislativo e Judiciário, e o prefeito é o chefe do Poder Executivo. Ou seja, é responsabilidade do prefeito administrar a cidade que exerce suas funções. Para mais detalhes da função CLIQUE AQUI e para saber quanto ganha um prefeito, CLIQUE AQUI.