Segue na Série A! Atlético-GO vence Chapecoense e se aproxima de classificação para a Sul-Americana

·3 min de leitura


Entrando na reta final do Brasileirão, a já rebaixada Chapecoense enfrentou o Atlético-GO na noite desta sexta-feira, na Arena Condá, em Chapecó. Apesar de um duelo sem grandes chances, o Dragão marcou no final do jogo, venceu por 1 a 0, e se aproximou da zona de classificação à competições continentais.

Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

INÍCIO PROMISSOR...

Precisando dos três pontos para garantir a permanência na Série A, o Atlético-GO começou com as jogadas de ataque. Aos 2, Rickson arriscou de fora da área, mas o goleiro João Paulo fez a defesa.

QUASE!

O Dragão voltou a aparecer pouco tempo depois. Aos 10, Janderson cobrou uma falta, mandando por cima da barreira e levando perigo. Contudo, a bola foi para tiro de meta.

UHHHH!

Ainda na bronca, os visitantes apareceram pouco tempo depois. Em jogada aos 15, Marlon Freitas aproveitou a agilidade e finalizou de fora da área, mandando para fora.

JOGO TRUNCADO!

Após uma sequência de sustos, o Dragão baixou o ritmo. Contudo, seguiu chegando ao ataque. Janderson e Rickson tentaram. Porém, acabaram esbarrando na defesa ou na má finalização.

BOA CHANCE!

Depois de inúmeras chegadas do Atlético, a Chape conseguiu aparecer. Após bola na área, aos 33, sobrou para Bruno Silva. No entanto, o goleiro Fernando Miguel foi mais rápido e ficou com a bola.

CHEGADA DA CHAPE!

Aos 45, nova chance para os mandantes. Lima pegou uma sobra e mandou forte, mas a bola explodiu em Éder. Com isso, as duas equipes foram para o intervalo com o placar zerado.

QUE PERIGO!

Apesar dos minutos iniciais da segunda etapa começarem com poucos perigo, o Atlético-GO conseguiu aparecer aos 15. Na jogada, Marlon Freitas finalizou com uma bomba, mas mandou para fora.

NA TENTATIVA...

Após algumas trocas em ambas as equipes, poucas chances, de fato, foram criadas. Aos 27, a Chape até conseguiu aparecer com perigo. Na jogada, Rodriguinho aproveitou que Fernando Miguel estava adiantado e tentou encobrir o goleiro. Contudo, a bola foi para fora.

NA FRENTE!

Depois de inúmeras tentativas, o Dragão enfim conseguiu abrir o placar da Arena Condá. Aos 42, Arthur Henrique recebeu na área e tentou o cruzamento. No entanto, a bola encobriu o goleiro João Paulo, morrendo no fundo das redes.

FICHA TÉCNICA
Chapecoense 0 x 0 Atlético-GO
Local:
Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 03/12/2021 - às 20h (de Brasília)
Público: 1.134 torcedores
Renda: R$ 23.485,00
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Lorival Cândido das Flores (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Éder e Arthur Henrique (Atlético-GO)
Cartões vermelhos: -
Gols: -

CHAPECOENSE (Técnico: Felipe Endres)

João Paulo; Ezequiel, Joílson, Ignácio e Busanello; Moisés Ribeiro, Lima (Geuvânio, aos 36'/2ºT), Ronei e Mike (Marquinho, aos 29'/2ºT); Henrique Almeida (Perotti, aos 21'/2ºT) e Bruno Silva (Rodrigo Silva, aos 22'/2ºT).

ATLÉTICO-GO (Técnico: Marcelo Cabo)

Fernando Miguel; Dudu, Éder, Oliveira e Arthur Henrique; Willian Maranhão, Marlon Freitas e Rickson (Matheus Barbosa, aos 26'/2ºT); Janderson, Zé Roberto (Toró, aos 26'/2ºT) e Ronald (Lucão, aos 0'/2ºT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos