"Se soubéssemos qual o problema, teríamos resolvido", diz Leomir sobre queda de rendimento

LANCE!
·3 minuto de leitura


Desde que Eduardo Coudet deixou o Internacional, o Colorado venceu apenas um jogo contra o América-MG, mas acabou eliminado na Copa do Brasil. Com Abel Braga afastado por Covid-19, o auxiliar-técnico Leomir de Souza comentou, após a derrota de virada para o Fluminense, sobre a queda de rendimento da equipe nos últimos jogos.

Leomir afirmou que a comissão técnica não diagnosticou o problema, mas que tudo só vai se resolver com trabalho.

"Se a gente soubesse do problema já teria resolvido. Mas temos consciência que os resultados estão ruins, mas não podemos parar. Temos que continuar trabalhando com o grupo que nós temos, é o grupo que vai até o fim da temporada e teremos que resolver esse problema. Foi o que falei para os jogadores no vestiário: os únicos que podem resolver isso é a comissão técnica junto com eles", declarou na coletiva.

O técnico Abel admitiu na chegada que não ia mudar o trabalho que vinha feito por Coudet. Leomir fez uma analise do que fazer a partir de agora, e pontuou que o time precisa trabalhar principalmente bola parada.

"Temos que conversar, achar o problema. Em relação a mudança (de postura), realmente o Abel nos primeiros jogos manteve toda a estrutura que vinha com a outra comissão técnica. Teve que fazer umas mudanças por causa de contusão, no caso do Patrick, por causa do Covid saiu alguns jogadores também. Mas vamos trabalhar, principalmente bola parada que estamos tomando muito gol assim e isso não pode acontecer mais", afirmou Leomir.

A próxima partida é válida pela Libertadores. O auxiliar, que novamente vai estar à beira do gramado, falou diretamente para a torcida sobre o que esperar do Internacional contra o Boca Juniors.

"O que o torcedor pode esperar é que vamos trabalhar forte para tentar buscar a melhor formação para o jogo de quarta-feira. Com a comissão técnica conversando de longe com o Abel Braga, mas é trabalho. Não adianta, a coisa não está boa é buscar no dia a dia do clube o trabalho para melhorar essa situação. Torcedor pode ter certeza que vai melhorar, porque vai se trabalhar bastante para se buscar isso", garantiu.

Veja outros trechos da coletiva de Leomir:

TROCAS DURANTE O JOGO

Conversamos antes do jogo com o Abel. Dependendo de como estivesse o jogo, qual as mudanças que poderiam ser feita. Em relação ao Marcos Guilherme, a gente perdendo o jogo, entrou também o D'Alessandro, a mudança do Johnny foi porque o Dourado estava sentindo o joelho. Então Marcos Guilherme e o D'Alessandro era mais a velocidade junto com o Caio. Depois entrou o Yuri, que entrou no jogo do América-MG e conseguiu fazer o gol. Mas as substituições foram feitas em conjunto com o Abel e o Osmar (Loss) que estava comigo no banco.

O QUE NÃO FUNCIONOU CONTRA O FLUMINENSE?

Até acho que começamos bem o jogo, com posse de bola, um pouco de dinâmica. Saímos na frente e melhoramos um pouco mais também. Depois o Fluminense teve a posse de bola, mas também não teve chance de gol. Fluminense não chegou no primeiro tempo. No segundo estávamos melhor no jogo, antes de tomar gol, estávamos com mais chance de fazer o segundo do que o Fluminense o primeiro. Mas depois do gol que tomamos, a coisa não ficou legal, os jogadores sentiram a maneira que tomamos o gol olímpico. Isso desarrumou um pouco o time e não conseguimos arrumar. Os jogadores que entraram tiveram uma disposição muito grande, mas a coisa não correu da melhor maneira para nós.