'Se não subir agora, em 2021 é obrigação', diz presidente do Cruzeiro

Valinor Conteúdo
·1 minuto de leitura

Com as chances de acesso à Série A reduzidas nesta temporada, o Cruzeiro recebeu do seu presidente, Sérgio Santos Rodrigues, uma cobrança pública, a primeira desde que assumiu o cargo. O mandatário disse que se a Raposa não conseguir subir para a primeira divisão no fim do campeonato, terá a obrigação de fazê-lo em 2021.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

-Esportivamente, se não der para subir agora, em 2021 acho que temos a obrigação de subir-disse em entrevista ao GE.

Leia também:

Mesmo não descartando o acesso, apesar das chances remotas, Sérgio Santos Rodrigues disse que as contratações serão feitas de forma que não crie aumento de despesas ao clube.

-Se for orçamento reduzido, serão as mesmas posições, só que de uma forma menor. E, de qualquer forma, a folha do futebol, o gasto anual com futebol, a nossa é ideia que seja reduzido de qualquer forma. A nossa grande competência vai ter que ser essa- explicou.

O Cruzeiro volta a campo na terça-feira, 29 de dezembro, às 21h30, contra o Cuiabá, no Mineirão.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos