Scheidt e Borges velejam bem e seguem vivos por vaga na medal race

Robert Scheidt e Gabriel Borges seguem firme por uma vaga na medal race do Troféu Princesa Sofia. Nesta quinta-feira, a dupla brasileira conseguiu seu melhor resultado na competição, realizada na Baía de Palma de Mallorca, na Espanha, e cruzaram a linha de chegada na terceira posição na primeira regata do dia da flotilha ouro. Os velejadores, que disputam a categoria 49er, subiram da 19ª para a 14ª colocação geral e ainda brigam por um lugar entre os 10 melhores que avançam para a disputa final. A etapa que define o título será realizada no sábado.

Apesar de terminarem as outras duas regatas nos 20º e 10º lugares, os brasileiros acreditam terem realizado um bom desempenho nesta quinta-feira. Scheidt exaltou o fato de poder ainda alcançar o medal race com o seu parceiro Gabriel Borges.

“Fizemos uma regata muito boa, a primeira, em que chegamos em terceiro. Depois fizemos 20º e 10º. Na média foi um bom dia, porque o vento estava bem irregular. Isso fez com que muitos barcos tivessem resultados irregulares e conseguimos subir na classificação. Estamos em 14º lugar no geral, a 16 pontos da medal race. Não é facil, mas vamos seguir lutando para subir mais um pouco e tentar chegar entre os dez melhores que disputarão o pódio”, afirmou.

Scheidt e Borges têm feito uma competição de recuperação no Troféu Princesa Sofia. Após começarem a disputa na 22ª posição, os brasileiros foram melhorando a cada dia e ocupam agora o 14º lugar após 12 regatas disputadas. A liderança da classe 49er pertence aos britânicos James Peters e Fynn Sterritt, com apenas 43 pontos perdidos. A outra dupla do Brasil no torneio, Carlos Robles e Marco Grael, está na 10ª posição, com 108 pontos, e está perto de avançar para a medal race.

A regata que determinará as 10 duplas que avançarão para a medal race no Troféu Princesa Sofia acontece nesta sexta-feira. Apesar de acreditar nas chances de classificação de sua dupla, Robert Scheidt destaca o caráter de preparação para as Olimpíadas de Tóquio presente nas competições que tem disputado com Gabriel Borges. “Sabemos que é um processo que leva um certo tempo e muita dedicação. Estamos na luta e os resultados começarão a aparecer”, completou.