Sarri tem aproveitamento melhor que Conte e Allegri em 1º ano na Juve

Yahoo Esportes
Sarri durante vitória da Juventus na Champions League (Mike Kireev/MB Media/Getty Images)
Sarri durante vitória da Juventus na Champions League (Mike Kireev/MB Media/Getty Images)

Por Clara Albuquerque (@claalbuquerque)

 Classificada para as oitavas de final da Liga dos Campeões e líder do campeonato italiano, a Juventus inicia a temporada com números importantes. Em especial, o aproveitamento inicial do técnico Maurizio Sarri, que é maior do que os de Antônio Conte e Massimiliano Allegri, nomes que marcaram época no clube. Com onze jogos disputados na Série A, o atual comandante conquistou 29 pontos, enquanto Allegri, nas suas onze primeiras partidas, em 2014, tinha 28. Já Conte, em 2011, ano do primeiro título dos atuais nove consecutivos, tinha garantido 25.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Entre os três técnicos, a classificação antecipada na Champions também é um oferecimento exclusivo de Sarri. Tanto Conte, quanto Allegri garantiram a passagem para as oitavas de final apenas no último compromisso da fase de grupos. A Juventus não se classificava com duas temporadas de antecedência desde 2008. “Não foi simples, porque num grupo com seis partidas, se classificar após quatro não é algo simples. Fala-se de grupos mais fáceis e grupos mais difíceis, mas jogar fora de casa na Europa é sempre difícil contra todos os adversários e a partida de hoje mostrou isso”, disse Sarri, em entrevista ao Esporte Interativo, após a vitória diante do Lokomotiv Moscou que classificou o time.

Leia também:

Incluindo as partidas de Champions, o aproveitamento de Sarri passa de 86%, com 12 vitórias e 3 empates. Na história da Juve, em suas primeiras 15 partidas no comando, apenas Fabio Capello teve um aproveitamento melhor, com 13 vitórias e 2 empates. No entanto, caso o atual técnico vença o clássico contra o Milan, neste domingo, em Turim, superará Capello. Na sua 16ª partida à beira do gramado, Capello perdeu para o Reggina, fora de casa, por 2x1.

Alguns dados do time, em campo, também mostram que o trabalho de Sarri tem dado passos em direção a um estilo mais ofensivo em relação ao trabalho do técnico anterior. Segundo matéria da Gazzetta dello Sport, a Juve atual chega mais na área do que a liderada por Allegri: são 11,4 chutes a gol contra os 9,6 anteriores. A equipe também tem uma recuperação de bola mais alta: antes, o time recuperava a bola, em média, a 36 metros do seu próprio gol e, agora, a 37,2 metros.

Apesar da evolução ofensiva, o time de Sarri não tem marcado muitos gols. Tem apenas o sexto melhor ataque no campeonato italiano, com 19 gols marcados. Roma (20), Napoli (21), Internazionale e Lazio (24 cada) e Atalanta (30) já balançaram mais as redes que os bianconeri. Questionado sobre o tema, em coletiva de imprensa recente, Sarri admitiu o problema: “Sobretudo nas ultimas partidas, estamos criando, porque nos colocamos com frequência na situação de sermos perigosos, mas temos um percentual de concretização em relação às oportunidades, nesse momento, baixo. Então, temos que trabalhar isso. Agora, se será um trabalho material ou mental, ou mais material ou mais mental, podemos discutir o resto da vida. Pra mim, é mais mental”, concluiu.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também