São Paulo sofre com renovações de joias do sub-20

·1 minuto de leitura
Juan em sua primeira partida pelo time principal do São Paulo, diante do Juventude (Rubens Chiri/São Paulo)
Juan em sua primeira partida pelo time principal do São Paulo, diante do Juventude (Rubens Chiri/São Paulo)

A excelente campanha do São Paulo no Brasileirão sub-20 tem como alguns de seus protagonistas os atacante Juan e Vitinho. Mas, para desespero dos dirigentes tricolores, a dupla tem contrato apenas até junho de 2022 e as renovações estão emperradas.

Executivo de futebol da base são-paulina desde janeiro, Marcos Biasotto tenta há meses a extensão dos vínculos da dupla. Mas com avanços mínimos. Para piorar, a partir de janeiro, Juan e Vitinho já poderão assinar um pré-contrato para deixar o Morumbi de graça na metade do próximo ano.

Leia também:

Juan tem 19 anos e apresenta números excelentes pelo sub-20: em 11 partidas, são sete gols e cinco assistências. Ele inclusive passou a trabalhar com o elenco principal e estreou recentemente contra o Juventude, no Campeonato Brasileiro.

Já Vitinho, de 20 anos, disputou 15 jogos com dez gols e seis assistências no sub-20. Sob o comando de Crespo, foram somente nove minutos, divididos em duas partidas, ainda no Paulistão.

Recentemente, duas situações semelhantes também causaram preocupação, mas terminaram com final feliz, envolvendo Rodrigo Nestor e Talles. Para não perdê-los, o Tricolor precisou bancar salários acima da média para atletas da mesma idade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos