São Paulo retomará as aulas presenciais em 8 de setembro

Yahoo Notícias
Aulas foram paralisadas em março deste ano, com 56 casos de Covid-19 no estado. (Foto: AP Photo/Beto Barata)
Aulas foram paralisadas em março deste ano, com 56 casos de Covid-19 no estado. (Foto: AP Photo/Beto Barata)

As aulas presenciais nas escolas das redes municipais, estaduais e privadas no estado de São Paulo serão retomadas a partir do dia 8 de setembro. A previsão do plano pós-novo coronavírus foi anunciada na tarde desta quarta-feira (24) pelo governador João Doria (PSDB) .

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A princípio, o retorno será de forma escalonada e híbrido, com apenas 35% dos estudantes em um primeiro momento e aliando aulas presenciais com ensino à distância. A decisão de paralisar gradualmente as aulas aconteceu no dia 16 de março, quando o estado contabilizava 56 casos confirmados.

Leia também

A retomada das aulas só poderá ser feita quando todas as regiões do estado estiverem na fase 3 (Amarela) do Plano São Paulo e se mantiverem nela por 4 semanas. Se uma das áreas do estado regredir para as fases 1 e 2 (Vermelha ou Laranja, respectivamente), a retomada das aulas presenciais será suspensa nessa região.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Se recuperando após contrair o coronavírus, o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, participou da coletiva por meio de vídeo-conferência.

Observando sempre um distanciamento de 1,5 metros por pessoa, a primeira etapa prevê um retorno de 35% dos alunos. Já a segunda etapa será de 70%, enquanto a terceira etapa será o 100% de retorno, chamado “novo normal”, explicou Rossieli.

“Será uma volta gradual e responsável, para garantir a vida dos alunos e profissionais de educação. Observando os critérios de saúde e segurança sanitária”, ressaltou Doria. Ao todo, as redes públicas e privadas de ensino no estado de São Paulo - desde a Educação Infantil até o Ensino Superior - envolvem 13,3 milhões de estudantes.

Ainda não há a definição por cada rede (municipal, estadual e privada) de quais anos retomarão as aulas primeiro.

ENTENDA AS FASES DA RETOMADA DAS AULAS

  • Fase 1 - até 35% dos alunos

Prevista para começar em 8 de setembro, a etapa 1 prevê que todos os Departamentos Regionais de Saúde deverão estar na Fase 3 (Amarela) do Plano São Paulo durante, pelo menos, 28 dias;

  • Fase 2 - até 70% dos alunos

Para ingressar na etapa 2 da retomada, previsa para começar a partir do dia 30 de setembro, o estado deverá ter 60% dos Departamentos Regionais de Saúde na Fase 4 (Verde) do Plano São Paulo por, pelo menos, 14 dias;

  • Fase 3 - 100% dos alunos

São Paulo entrará na etapa 3 quando 80% dos Departamentos Regionais de Saúde na Fase 4 (Verde) do Plano São Paulo durante, ao menos, 14 dias;

NOVAS MEDIDAS

Entre as novas medidas, será obrigatório o uso de máscaras em todo e qualquer espaço escolar por estudantes e profissionais, inclusive durante o transporte escolar. O uso dos bebedouros coletivos também estarão suspenso durante o período de retomada, e serão substituídos por canecas individuais ou por garrafas.

O distanciamento obrigatório de 1,5 metro entre as pessoas deverá valer para todos as áreas da escola, especialmente nas salas de aulas. Por decisão do governo, os alunos da Educação Infantil não estão contemplados nessa medida de distanciamento social.

Os intervalos e recreios serão feitos com revezamento de turmas e em horários alternados. Feiras, palestras, seminários, competições e campeonatos esportivos, comemorações e assembleias estão proibidos.

Pais e responsáveis estão orientados a aferir a temperatura dos filhos antes deles irem à escola. A medição da temperatura também será feita pelas escolas no portão das instituições. Caso a temperatura esteja acima de 37,5ºC, a recomendação é ficar em casa.

Alunos e profissionais da Educação que integrarem o grupo de risco não deverão voltar às aulas presenciais durante a fase 1. “São 10 semanas de antecedência para que possamos organizar e orientar as escolas, os pais, os alunos, os profissionais”, afirmou Doria.

CRONOGRAMA DOS PRÓXIMOS PASSOS

  • JUNHO E JULHO

Busca Ativa dos Estudantes: Serão identificados os estudantes que integram os grupos de risco, além de iniciar o engajamento da comunidade escolar e monitoramento desses casos;

Fornecimento de EPIs: Estudantes receberão máscaras, enquanto os profissionais da educação receberão EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) conforme as atividades realizadas. Também serão fornecidos termômetros e demais insumos;

  • AGOSTO

Formação dos Profissionais de Educação: A equipe da escola e os profissionais de educação serão formados e preparados para um retorno seguro;

Avaliação Diagnóstica: Serão feitos diagnósticos de aprendizagem dos estudantes para construção dos planos de recuperação individualizados;

  • SETEMBRO

Programa de Recuperação da Aprendizagem: Produção de material didático, com apoio do ensino híbrido, e com foco nas habilidades essenciais

  • A PARTIR DE 2021

4º ANO OPTATIVO: São Paulo estuda criar um “4º Ano do Ensino Médio” optativo, a partir de 2021, para contemplar os estudantes que hoje estão no último ano do Ensino Médio para complementar a preparação para os vestibulares


Leia também