São Paulo quer contratar goleiro de nome para 2019

Yahoo Esportes
<em>Jean e Sidão não conseguiram convencer diretoria e torcida (Antonio Cícero/Gazeta Press)</em>
Jean e Sidão não conseguiram convencer diretoria e torcida (Antonio Cícero/Gazeta Press)

O São Paulo está decidido a contratar um goleiro de primeira linha para 2019. A notícia foi confirmada ao Blog por um dirigente muito próximo do presidente Leco. A intenção de buscar um novo camisa 1 tem a ver com o falta de confiança geral em Sidão e pelo fato de Jean, contratado por R$ 6 milhões, ainda não ter se firmado.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

O São Paulo procura um goleiro incontestável, que chegue para acabar com a lacuna deixada desde a aposentadoria de Rogério Ceni, em dezembro de 2015.

Marcelo Grohe, do Grêmio, agrada a quase todos dentro da diretoria tricolor, embora exista convicção no clube de que tal contratação é das mais complexas. O goleiro é ídolo do torcedor gremista, tem contrato até dezembro de 2020, sua multa rescisória é de R$ 50 milhões e ganha salário de R$ 420 mil mensais.

O nome de Grohe, inclusive, já foi especulado no Morumbi na metade do ano de 2016, quando o goleiro andava com o filme queimado no Rio Grande do Sul. Na oportunidade, o Grêmio chegou a fazer duas propostas oficiais a Cássio, do Corinthians. Diante das recusas do Timão, Grohe acabou seguindo como titular e mudou radicalmente sua condição depois de brilhar no título da Copa do Brasil, naquele mesmo ano.

Se a chegada de Grohe é das mais complexas, outros oito goleiros são mais acessíveis, pois ficam sem contrato com seus clubes em dezembro. São eles os palmeirenses Fernando Prass, Jaílson e Vagner, o botafoguense Jefferson, o americano João Ricardo, o tricolor carioca Júlio César, além de Felipe Alves, do Atlético-PR, e Luis Carlos, do Paraná, conforme levantamento feito em 8 de outubro.

Prass não causa grande empolgação entre os dirigentes do Tricolor, enquanto Jaílson divide opiniões. Jefferson vai se aposentar no fim do ano, e João Ricardo e Júlio César são vistos como apostas, algo que o São Paulo prefere, neste momento, evitar.

Outro goleiro que já pode assinar um pré-contrato é Diego Cavalieri, desempregado desde o fim da temporada passada na Inglaterra, quando seu vínculo com o Crystal Palace se encerrou. Aos 36 anos, o jogador revelado no Palmeiras está parado.

Leia mais:
– Praetzel: ‘Minhas desculpas, Felipão!’
– Bolt tem proposta para defender clube de Malta
– Edu Dracena seguirá no Palmeiras?

Leia também