São Paulo projeta lucro de R$ 10mi com shows que vão tirá-lo do Morumbi por cinco rodadas

Tricolor ficará sem seu estádio de 1º de outubro a 3 de dezembro (Rubens Chiri/SPFC)

O presidente Leco tem sido bombardeado de críticas dos torcedores são-paulinos por alugar o Morumbi para uma série de shows, que vão impedir o time de Dorival Júnior de atuar em seu estádio em cinco dos oito jogos que restam como mandante no Brasileirão. Mas o a diretoria tem duas explicações: uma ligada à logística e outra à parte financeira.

O Tricolor alega que os shows foram agendados há bastante tempo, bem antes de a equipe estar muito ameaçada pelo rebaixamento para a Série B – o que seria inédito na história são-paulina. Para completar, o clube também imagina ser capaz de faturar até R$ 10 milhões com as passagens de U2, Bruno Mars e um festival de música brasileira nas próximas semanas.

Tal valor será possível se todas as projeções tricolores se confirmarem. É que, além do aluguel do estádio, o São Paulo também vai lucrar com variáveis ligadas aos eventos.

Hoje, porém, a garantia é de um valor bem menor. Com os quatro dias de shows do U2, por exemplo, só R$ 1,5 milhão está assegurado. Tudo porque Alan Cimerman, gerente de marketing demitido recentemente por justa-causa, fechou a cessão do Morumbi por preços irrisórios: R$ 1,2 milhão nas duas primeiras noites e R$ 300 mil no terceiro show – o quarto dia foi dado de graça.

Quatro anos atrás, o São Paulo cobrava R$ 1,5 milhão, livre de impostos, por cada dia de ocupação de seu estádio.

A agenda de shows no Morumbi começa em 7 de outubro, com o VillaMix Festival, que reunirá, entre outros, Jorge & Mateus, Matheus & Kauan, Alok, Simone & Simaria, Aviões e Fifth Harmony. Já o U2 se apresentará nos dias 18, 21, 22 e 25 de outubro. Por fim, em 22 e 23 de novembro, é a vez de Bruno Mars cantar para seus fãs.

Por causa dos shows, o São Paulo só jogará no Morumbi contra Corinthians (em 24 de setembro), Sport (em 1º de outubro) e Bahia (em 3 de dezembro). Todas as outras cinco partidas serão no Pacaembu, contra Atlético-PR (14 de outubro), Flamengo (22 de outubro), Santos (29 de outubro), Chapecoense (8 de novembro) e Botafogo (19 de novembro).

Com 27 pontos, o Tricolor está na zona de rebaixamento há 11 rodadas. De acordo com os matemáticos, serão precisos mais 18 pontos ou seis vitórias nas 14 rodadas que restam. De acordo com a última parcial, 46 mil torcedores do São Paulo já adquiriram ingressos para o clássico de domingo contra o Corinthians.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: