São Paulo não aprova camisa de patrocinadora contra o racismo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Lançamento de campanha da Adidas contou apenas com Flamengo e Internacional. Foto: (Divulgação/Adidas)
Lançamento de campanha da Adidas contou apenas com Flamengo e Internacional. Foto: (Divulgação/Adidas)

Os dirigentes do São Paulo rejeitaram uma ação contra o racismo com a Adidas, fornecedora de material esportivo do tricolor paulista, em conjunto com o Flamengo e o Internacional. As cores das peças da campanha Excelência Negra, realizada pelo Dia da Consciência Negra (20 de novembro), foram a justificativa dada pelos cartolas para que não houvesse acordo.

O clube paulista teria sugerido mudanças na camisa, que não foram aceitas pela patrocinadora. As camisas de Flamengo e Inter são semelhantes, mudando, apenas, o símbolo dos clubes. Em preto e branco, cores que são utilizadas pelos rivais Corinthians e Santos, a camiseta traz detalhes em dourado com frases que exaltam o movimento negro. Além das frases, um patch de cabelo black power com os dizeres "é a coroa", estampa a faixa central do peito da camisa.

Leia também:

Marcelo Carvalho, idealizador do Observatório Racial do Futebol, confirma a importância da campanha com a fornecedora de materiais esportivos: "Importante demais ver uma ação que homenageia homens e mulheres negras que ajudaram a construir a maravilhosa história do futebol brasileiro. A luta contra o racismo, também é, evitar o apagamento da história de atletas que com seus talentos tornaram o futebol brasileiro não só vencedor, mas também lembrado por ser algo mágico. Que nossos meninas e meninos conheçam as histórias daqueles que encantaram o Brasil e o mundo, e que essa homenagem visa reforçar toda a contribuição que negros e negras trouxeram ao futebol brasileiro“​.

Veja o vídeo de lançamento publicado nas redes sociais da Adidas:

A relação do São Paulo com a Adidas vem estremecendo desde antes da campanha Excelência Negra. Em setembro, o lançamento da camisa III também foi vetado pelos dirigentes pois feria o estatuto do clube. O modelo não foi utilizado em partidas e sequer posto à venda.

Outro caso semelhante foi o de um tênis com o símbolo do clube do Morumbi. O clube também rejeitou o modelo, mas, dessa vez, a Adidas o vendeu da mesma forma. O São Paulo, porém, solicitou a retirada dos itens das lojas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos