São Paulo e Palmeiras deixam de ganhar mais de R$ 20 milhões com eliminações

Tricolor de Ceni e Maicon caiu no Paulistão e na Copa do Brasil (Djalma Vassão/Gazeta Press)

As eliminações de São Paulo e Palmeiras vão impactar nos cofres dos dois grandes do estado. O Tricolor caiu no Paulistão e na Copa do Brasil em um intervalo de quatro dias, o que fará com que o time de Rogério Ceni deixe de faturar R$ 14,1 milhões – o valor se refere aos prêmios prometidos pelos títulos e classificações até a final nos dois torneios.

O Verdão só se despediu do Paulistão, mas também perdeu a chance de faturar uma bolada. É que a conquista do estadual representaria um bônus de R$ 9 milhões – R$ 5 milhões prometidos pela Federação Paulista de Futebol e outros R$ 4 milhões pela Crefisa, patrocinadora do clube, conforme o Blog mostrou em 7 de abril.

O Palmeiras foi eliminado do Paulistão no sábado, depois da vitória por 1 a 0 em cima da Ponte Preta, no Allianz. A equipe havia perdido por 3 a 0 no jogo de ida, em Campinas. Já o São Paulo empatou com o Corinthians na arena do rival neste domingo, por 1 a 1, depois de perder por 2 a 0 no Morumbi, uma semana antes.

Outra derrota em casa por 2 a 0 também detonou as pretensões do Tricolor em seguir na Copa do Brasil – Pratto e companhia até venceram o Cruzeiro no Mineirão na última quarta-feira, mas o 2 a 1 foi insuficiente para reverter o tropeço diante da Raposa como mandante. Assim, o São Paulo desperdiçou o prêmio de R$ 5 milhões ao campeão do Paulistão e o de R$ 9,1 milhões assegurado pela CBF ao vencedor da Copa do Brasil (as cotas fase por fase estão abaixo).

Até o fim do ano, os comandados de Rogério Ceni terão só mais duas chances de dar uma volta olímpica: na Copa Sul-Americana e no Brasileirão. O próximo confronto, inclusive, só ocorre em 17 dias, pelo torneio continental, quando o Tricolor receberá o Defensa y Justicia. Na Argentina, houve empate em 0 a 0.

O Palmeiras segue com o calendário concorrido e já atua nesta quarta-feira, no Uruguai, contra o Peñarol pela Libertadores da América. O elenco mais caro do futebol paulista ainda participa do Brasileirão (com estreia em 14 de maio contra o Vasco) e da Copa do Brasil – o time entra nas oitavas de final, como os outros clubes da Libertadores, e pega o Internacional a partir de 17 de maio.

PERDA DO PALMEIRAS: R$ 9 milhões
– R$ 5 milhões da FPF pelo título do Paulistão
– R$ 4 milhões da Crefisa pelo título estadual

PERDA DO SÃO PAULO: R$ 14,1 milhões
– R$ 5 milhões da FPF pelo título do Paulistão
– R$ 880 mil das oitavas de final da Copa do Brasil
– R$ 1mi pelas quartas da Copa do Brasil
– R$ 1,25mi pelas semifinais da Copa do Brasil
– R$ 6mi pelo título da Copa do Brasil

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: