Santos vence Red Bull Brasil e ultrapassa Palmeiras na classificação geral

Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Santos conseguiu boa vantagem sobre o Red Bull Brasil no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. O time santista venceu a partida deste sábado (23) por 2 a 0 e pode até perder por um gol de diferença na partida de volta.

Carlos Sánchez, de falta no primeiro tempo, e Diego Pituca, na segunda etapa, marcaram para o time da casa.

Pituca também marcou o primeiro gol da partida, aos cinco minutos, mas a jogada acabou anulada após o árbitro de vídeo avisar o juiz Douglas Marques das Flores que o meia estava impedido.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em um jogo muito movimentado, as duas equipes tiveram grandes chances de marcar, incluindo um gol perdido por Ytalo, praticamente dentro da pequena área e quase sem goleiro. O atacante do Red Bull finalizou para fora.

Pituca também perdeu uma chance incrível na primeira etapa quando, com o gole aberto, acabou completando mal o cruzamento.

As duas equipes mostraram futebol bastante ofensivo.

A defesa do Red Bull sofreu com a excelente atuação de Rodrygo e também com a marcação pressão montada pelo técnico Jorge Sampaoli. Os dois gols de Pituca, por exemplo, começaram em roubadas de bola quando a equipe visitante tentava sair jogando.

A vitória faz o Santos empatar em pontos com o Palmeiras, mas ultrapassar a equipe alviverde pelo número de vitórias e ficar com a segunda melhor campanha do Paulista.

A liderança geral do torneio segue com o Red Bull Brasil, mesmo com a derrota, um ponto a frente dos dois rivais.

20.615 torcedores (18.475 pagantes) assistiram à partida no estádio do Pacaembu, em São Paulo, proporcionando uma renda de R$ 527.047,50

O jogo de volta entre os times está marcado para a próxima terça-feira (26), às 20h (Brasília), no Moisés Lucarelli, em Campinas.

SANTOS

Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Aguilar e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Sánchez; Jean Mota, Eduardo Sasha (Copete) e Rodrygo (Kaio Jorge).

T: Jorge Sampaoli

RED BULL BRASIL

Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Jobson (Pio), Uillian Correia e Ytalo; Claudinho (Bruno Tubarão), Léo Castro (Rodrigo) e Osman.

T.: Antônio Carlos Zago

Árbitro: Douglas Marques das Flores

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Marco Antônio de Andrade Motta Junior

Público/Renda: 18.475 pagantes e 20.615 total/R$ 527.047,50

Cartões amarelos: Carlos Sánchez, Diego Pituca e Victor Ferraz (Santos); Ligger, Rafael Carioca, Osman e Jobson (Red Bull)

Gols: Carlos Sánchez (SAN), aos dez minutos do primeiro tempo, e Diego Pituca (SAN), aos 33 minutos do segundo tempo.

Leia também