Santos vence Athletico em Curitiba e respira na luta contra o rebaixamento

·2 min de leitura
CURITIBA, PR, 30.10.2021: ATHLETICO-PR-SANTOS - Partida entre Athletico-PR e Santos, válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), neste sábado. (Foto: Dido Henrique/W9 PRESS/Folhapress)
CURITIBA, PR, 30.10.2021: ATHLETICO-PR-SANTOS - Partida entre Athletico-PR e Santos, válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), neste sábado. (Foto: Dido Henrique/W9 PRESS/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Santos conseguiu uma importante vitória no Campeonato Brasileiro, que o permite se afastar da zona de rebaixamento.

Neste sábado (30), a equipe alvinegra venceu o o Athletico-PR por 1 a 0 fora de casa e foi a 35 pontos na tabela. Madson marcou de cabeça. Pelo menos por enquanto, não tem chances de voltar a entrar no grupo dos quatro piores do torneio e se aproxima da primeira metade da tabela.

A vitória, a segunda seguida no Nacional, ganha ainda mais peso considerando a campanha santista longe de seu estádio.

Até aqui no Brasileiro, esse foi apenas o segundo triunfo do Santos fora de casa em 15 partidas disputadas (antes, superou a Chapecoense) --tem 7 derrotas e 6 empates.

Momentaneamente, o time de Fábio Carille sobe da 16ª posição para a 11ª posição. Mas, como os clubes que ultrapassou ainda não entraram em campo nesta rodada, a equipe alvinegra pode voltar ao lugar onde começou a partida.

No início da atual edição do Brasileiro, o Santos chegou a ser sexto colocado, mas figura na parte de baixo da tabela desde a 17ª rodada, quando começou a cair vertiginosamente.

Nesse período, chegou a trocar de treinador --Fernando Diniz foi demitido e substituído por Fábio Carille.

Com ele à beira do campo, são três vitórias até aqui (além dessa, contra Grêmio e Fluminense), quatro empates e três derrotas. Cinco gols marcados e nove sofridos, número alto para um treinador que chegou credenciado por montar equipes sólidas defensivamente.

Já o Athletico, com a derrota, perde a chance de terminar a rodada na 10ª posição.

A equipe, no entanto, divide as atenções com duas importantes finais: da Copa Sul-Americana, no próximo dia 20, contra o Red Bull Bragantino, e da Copa do Brasil, nos dias 12 e 15 de dezembro, contra o Atlético-MG.

A próxima partida do Athletico será novamente em Curitiba, diante do Flamengo, às 16h de terça (2), em jogo atrasado da quarta rodada. Depois, enfrentará o Bragantino pelo Nacional às 16h do domingo seguinte (7), em Bragança Paulista (SP).

Já o Santos, no mesmo dia e horário, terá pela frente o clássico contra o Palmeiras, na Vila Belmiro.

ATHLETICO-PR

Santos; Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Nicolás Hernández (Nikão); Marcinho (Khellven), Erick (Léo Cittadini), Christian e Abner; Terans, Renato Kayzer e Pedro Rocha (Bissoli). T.: Alberto Valentim

SANTOS

João Paulo; Danilo Boza, Emiliano Velázquez (Wagner Palha) e Robson; Madson, Vinicius Balieiro, Felipe Jonatan (Sánchez), Marcos Guilherme (Pará) e Lucas Braga; Ângelo (Moraes) e Diego Tardelli (Raniel). T.: Fábio Carille

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Árbitro: Leandro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Zé Ivaldo (CAP); João Paulo e Vinícius Balieiro (SAN)

Gol: Madson (SAN), aos 3'/2ºT

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos