Santos vence Athletico e inicia reabilitação no Brasileiro antes de clássico

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Santos venceu nesta terça-feira (6) o primeiro de uma série de cinco difíceis jogos que o time alvinegro terá pela frente entre compromissos pelo Campeonato Brasileiro e pela Copa Sul-Americana.

Na Vila Belmiro, a equipe paulista contou com um gol de Marcos Guilherme e outro contra, do zagueiro Zé Ivaldo, para superar o Athletico-PR por 2 a 1, em duelo pela décima rodada do Nacional.

Vindo de dois jogos sem vitórias no torneio, com um empate diante do Sport (0 a 0) e uma derrota para o América-MG (2 a 0), os santistas conseguiram chegar aos 15 pontos e aparecem agora na sexta posição. O tine paranaense, com 19 pontos, permanece na vice-liderança, dois pontos atrás do Red Bull Bragantino.

No próximo sábado (10), o Santos terá pela frente o clássico contra o Palmeiras, na casa do adversário, atualmente o terceiro colocado do Brasileiro.

Na sequência, ocorre o jogo de ida com o Independiente (ARG) pelas oitavas de final da Sul-Americana, no dia 15, na Vila. A volta será no dia 22, na Argentina. Entre os dois confrontos, o time de Fernando Diniz terá no dia 18 um duelo com o Red Bull Bragantino, o líder do Nacional.

Diante do Athletico, o Santos teve o domínio do primeiro tempo, sobretudo após abrir o placar com Marcos Guilherme, aos 31 minutos. Foi o primeiro gol dele contra a equipe que o revelou e pela qual disputou 159 jogos e marcou 21 gols.

Os donos da casa só não foram para o intervalo em vantagem porque, no último lance da etapa inicial, os visitantes empataram com Fernando Canesin.

A reação do Athletico, porém, parou por aí. No início da etapa final, os santistas voltaram a pressionar e chegaram ao segundo gol logo aos quatro minutos, quando Lucas Braga cruzou da esquerda e Zé Ivaldo desviou contra a própria meta.

Depois do gol, houve poucos momentos de boas jogadas ofensivas de ambas as equipes e o Santos teve certa facilidade para manter a vitória. Nos acréscimos, os donos da casa ainda reclamaram de um pênalti, mas o VAR (árbitro de vídeo) revisou uma marcação do árbitro de campo, que tinha visto um toque de mão do zagueiro Thiago Heleno. A bola bateu no rosto dele.

Para o clássico contra o Palmeiras, porém, o time alvinegro não poderá contar com o zagueiro Luiz Felipe, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Por outro lado, Fernando Diniz voltará a comandar a equipe à beira do gramado após o treinador ter cumprido suspensão nesta rodada.

SANTOS

João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Moraes; Camacho, Jean Mota (Balieiro) e Gabriel Pirani (Sánchez); Marinho (Ângelo), Marcos Guilherme (Marcos Leonardo) e Lucas Braga (Zanocelo). T.: Eduardo Zuma

ATHLETICO-PR

Santos; Thiago Heleno, Pedro Henrique e Zé Ivaldo (Nikão); Marcinho (Khellven), Richard, Cristian (Cittadini) e Abner; Canesin (Terans), Matheus Babi (Renato Kayzer) e Vitinho. T.: António Oliveira

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Juiz: Vinicius Gomes do Amaral (RS)

Cartões amarelos: Kaiky (SAN); Thiago Heleno e Renato Kayzer (Athletico-PR)

Gols: Marcos Guilherme e Zé Ivaldo (contra) (Santos); Fernando Canesin (Athletico-PR)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos