Santos vai enviar ofício à Conmebol pedindo áudios do VAR da semifinal

LANCE/DIÁRIO DO PEIXE
·1 minuto de leitura


Minutos após o término do empate sem gols com o Boca Juniors em La Bombonera, o Santos decidiu que enviará um ofício à Conmebol exigindo o áudio do VAR no lance de pedido de pênalti em Marinho.


O atacante santista foi empurrado por Izquierdoz dentro da área, além de ser tocado por baixo. O árbitro Roberto Tobar não marcou a penalidade e o responsável pelo VAR, Juan Benítez, também não corrigiu a arbitragem. O lance foi muito questionado pelos santista. Tanto o técnico Cuca quanto o próprio Marinho reclamaram da penalidade nas entrevistas depois do jogo.

Na edição deste ano da Libertadores, a Conmebol já divulgou áudios do VAR no empate em 1 a 1 entre Libertad e Palmeiras, nas quartas-de-final. Os palmeirenses reclamaram da não marcação de um pênalti em cima de Rony e de um tapa de Cáceres em Raphael Veiga.

Santos e Boca Juniors decidem a vaga na grande final da Copa Libertadores da América na próxima quarta-feira, 19h15, na Vila Belmiro. Quem vencer fica com a vaga, empate com gols favorece os argentinos, um novo 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis.