Santos vê final contra o Juventude e tenta evitar novo drama no Brasileirão

Andres Rueda comemorou a aprovação do projeto da Arena (FOTO: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)


A derrota para o Atlético-MG, na Vila Belmiro, por 2 a 1, fez o Santos definitivamente ligar o sinal de alerta no clube. O Peixe chegou a liderar o Campeonato Brasileiro com Fabián Bustos, mas agora ocupa a modesta 14ª colocação, com 37.

E essa posição ruim no Alvinegro Praiano vem causando preocupação. A vantagem para o Cuiabá, primeiro clube na zona de rebaixamento, é de 7 pontos. Para alcançar o número "mágico" de 45 pontos e não correr risco, precisa somar 8 pontos dos 24 que serão disputados.

Internamente, o Santos quer resolver essa situação o mais rápido possível para evitar um drama o que o clube viveu na temporada passada. A equipe conseguiu se salvar matematicamente apenas na penúltima rodada, contra o Flamengo, vencendo no Maracanã por 1 a 0, gol de Marcos Leonardo.

E o jogo contra o Juventude é considerado um divisor de águas para o momento do clube. O Santos trata a partida como uma grande final e espera uma vitória para espantar o momento ruim e, claro, sacudir a poeira e afastar o perigo da zona de rebaixamento.

Vale destaque que, mesmo próximo dos últimos colocados, a distância para o 10 primeiros colocados também é curto: na 9ª colocação, o Botafogo soma 40 pontos, apenas 3 de vantagem para o Peixe. Para o Athletico-PR, o primeiro do G6, a diferença é de 10 pontos.