Santos teve quatro capitães diferentes em 2020; veja quais foram

Fábio Lázaro*
LANCE!


Após a saída de dupla Victor Ferraz e Gustavo Henrique no início deste ano, o Santos tem encontrado aos poucos novas lideranças no elenco. Nesta temporada, quatro atletas diferentes já foram capitães: Alison, Carlos Sánchez, Pará e Luan Peres.

Os três primeiros iniciaram partidas com a braçadeira, sendo o volante o que mais vezes figurou nessas condições, seis vezes. No entanto, nos últimos quatro jogos do Peixe antes da paralisação do futebol nacional, devido a pandemia do novo coronavírus, quem assumiu a função foi o uruguaio Carlos Sánchez, que também vestiu o objeto no segundo tempo do clássico contra o Palmeiras, no estádio do Pacaembu, pela oitava rodada do Campeonato Paulista, quando Alison sofreu uma lesão no joelho direito.


O lateral-direito Pará foi o capitão do Santos em duas oportunidades: contra Inter de Limeira e Corinthians, pela terceira e quarta rodada do Estadual respectivamente. Nas ocasiões, Alison e Sánchez ficaram de fora do time titular.

Já o zagueiro Luan Peres, único jogador do elenco que atuou durante todos os minutos nesta temporada, assumiu a braçadeira nos 20 minutos finais da derrota por 2 a 1 contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, no dia 14 de março, pela 11ª rodada do Paulistão, último jogo do Peixe antes do início da quarentena.

Na véspera da estreia nesta temporada, quando o Alvinegro Praiano empatou em 0 a 0 contra o Red Bull Bragantino, na Vila Belmiro, pela primeira rodada do Estadual, o técnico Jesualdo Ferreira pontuou os atletas que compõe a liderança do grupo, sendo eles: Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe, Alison e Sánchez.

No entanto, os jogadores que estão à frente do elenco nas negociações com a diretoria em relação as reduções salariais durante a pandemia da COVID-19 são, além de Luiz Felipe, Pará e Sánchez, o goleiro Éverson e o atacante Marinho.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também