Santos sondou Rodinei, mas desejo europeu travou o negócio

O Santos sondou a situação do lateral-direito Rodinei (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)


O lateral-direito Rodinei, que disputou a última temporada pelo Flamengo e que acertou a transferência para o Olympiacos, da Grécia, foi cobiçado pelo Santos recentemente. Com carência na posição, o Peixe procurou o staff do atleta para saber as condições. O desejo de jogar no exterior atrapalhou.

O interesse santista aconteceu há cerca de um mês e meio. O Peixe já tinha ciência que não renovaria com o lateral-direito Madson e também não estenderia o vínculo com Auro. Assim, teria apenas uma opção na ala direita em seu elenco. Mesmo sem a confirmação de um treinador, o Alvinegro entendia que Rodinei seria uma opção de mercado viável.

Como o contrato com a equipe Rubro Negra se encerra nesta temporada, o time da Vila Belmiro não precisaria investir. Teria, "apenas", que acertar salários e contrato com o Rodinei. A gestão liderada por Andres Rueda, porém, ouviu que o desejo do lateral era se transferir para o futebol europeu.

Aos 30 anos e vivendo a melhor fase da carreira, Rodinei viu a oportunidade como a grande chance de realizar seu sonho e jogar no futebol da Europa. Assim, deu prioridade para propostas de fora.

Mesmo que ficasse no futebol brasileiro, o Peixe precisaria vencer uma concorrência forte. Rodinei recebeu contato de pelo menos mais cinco clubes no Brasil, entre elas Internacional e Atlético-MG, que disputarão a Libertadores, Vasco, Botafogo e Bahia, clubes que são SAF.

Além de Rodinei, o Santos demonstrou interesse na contratação do lateral-direito Dudu, de 25 anos, atualmente no Atlético-GO, para reforçar a equipe na próxima temporada. O contrato do atleta com o time goiano vai até o início de 2024.