Santos se recupera, vence São Bento e entra na zona de classificação

Russel Dias

Muito toque de bola, finalizações (erradas na maioria), posse de bola e, principalmente, paciência. O Santos precisou de tudo isso para voltar a vencer no Paulistão e bater o São Bento, por 2 a 0 em Sorocaba, nesta quarta-feira. Com o resultado, o Peixe, enfim, chegou à zona de classificação do Grupo D.

A sensação ao apito final foi de alívio, mas até abrir o placar, no início do segundo tempo, com Vitor Bueno, o Alvinegro ainda sentia o peso da derrota para o Palmeiras, no último domingo.

O time de Dorival Júnior terminou o primeiro tempo com 65% de posse de bola, mas a finalização era o problema. Até esta marca, foram seis chutes, sendo apenas um no gol. O índice de chutes errados se dava pela falta de espaços. O São Bento passou grande parte do tempo atrás da linha da bola, inclusive com o atacante, Ricardo Bueno, ex-Palmeiras.

Sem espaços, o Peixe rodava a bola pelos arredores da área e deixava o mais corajoso arriscar. A chance mais clara veio dos pés de Thiago Maia, que achou Vitor Bueno dentro da área, mas o substituto o autor do primeiro gol demorou para chutar.

Mesmo sem a bola entrar, Dorival não mexeu no time para a segunda etapa e manteve o estilo. Prevaleceu a paciência e insistência.

Acrescentando uma pitada de velocidade, Lucas Lima mexeu com o sistema defensivo do Bento e conseguiu colocar Bueno novamente livre na área. Desta vez, o camisa 7 bateu de primeira e abriu o placar.

Mais calmo, o Santos já tocava a bola com tranquilidade, enquanto o time da casa era quem buscava ir para cima. Era tudo que Dorival Júnior queria. Em menos de cinco minutos, Kayke, que substituiu Ricardo Oliveira, poupado, serviu Lucas Lima, que ainda driblou o goleiro para fazer o segundo do Peixe.

O terceiro quase veio segundos depois, quando Bruno Henrique foi derrubado na linha da área e pediu pênalti. O árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza contrariou o auxiliar e deu falta, além de expulsar Bebeto. Victor Ferraz cobrou e quase comemorou, mas lamentou o fato de ter passado muito perto da trave.
Em mais uma atuação que convenceu o torcedor, o Santos pôde, desta vez, sair aliviado não só pelo placar, mas também por estar na zona de classificação do Campeonato Paulista faltando duas rodadas para o fim da primeira fase.

Fim do sufoco na Vila Belmiro?
















FICHA TÉCNICA
SÃO BENTO 0 X 2 SANTOS


Local: Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)
Data/Hora: 22/03, às 19h30
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Eduardo Vequi Marciano
Cartões amarelos: Giovanni e Régis Souza (São Bento); Lucas Lima (Santos)
Cartões vermelhos: Bebeto (São Bento);
Público/Renda: 6.186 pagantes/ R$ 272.535
Gol: Vitor Bueno 5'/2T (0-1); Lucas Lima 13'/2T (0-2)

SÃO BENTO: Rodrigo Viana; Régis Souza, Pitty, Gabriel Santos e Marcelo Cordeiro; Fábio Bahia, Itaqui, Giovanni (Guilherme Queiroz, aos 10'/2T), Morais (Diego Oliveira, aos 31'/2T) e Renan Mota; Ricardo Bueno (Lucas Mendes, aos 31'/2T). Técnico: Paulo Roberto Santos.

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato (Rafael Longuine, aos 30'/2T) e Lucas Lima; Vitor Bueno (Vladimir Hernandez, aos 30'/2T), Bruno Henrique (Arthur Gomes, aos 37'/2T) e Kayke. Técnico: Dorival Júnior.












E MAIS: