Santos de Sampaoli é arma para Diego Tardelli se recuperar no Atlético-MG

Goal.com

Diego Tardelli e Atlético-MG estão juntos novamente. Após duas passagens de enorme sucesso por Belo Horizonte, o atacante acertou seu retorno depois de cinco longos anos de espera. No entanto, hoje a situação de Tardelli já é bem diferente. Aos 35 anos, ele chega como uma grande incógnita na equipe, mas Jorge Sampaoli pode ser o fator decisivo em sua recuperação.

“Se ele [Sampaoli] tivesse chegado um pouquinho antes em minha carreira, com certeza eu seria jogador ainda mais diferente do que já sou”, disse Tardelli sobre seu trabalho com o treinador argentino desde que o Atlético voltou a treinar. “Estou aprendendo muito com ele. Presto atenção no que ele fala e no que ele faz, porque tem resultado, tem diferença”, acrescentou.

E Tardelli tem motivos para se empolgar, principalmente pelo último trabalho de Sampaoli no Brasil. O treinador chegou no Santos para comandar uma equipe sem grandes estrelas e bem longe de estar entre as favoritas para o título do Brasileirão.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Porém, após pouco tempo de trabalho, uma transformação completa da equipe - e dos jogadores individualmente -, aconteceu. 

O uruguaio Carlos Sánchez chegou do futebol mexicano em situação semelhante à de Tardelli. Aos 34 anos ele era tido como um jogador em fim de carreira por muitos, mas se tornou dono do meio de campo e o principal jogador da equipe vice-campeã brasileira.

Soteldo foi uma outra descoberta do treinador. Ele chegou com desconfiança, mas se encaixou rapidamente no ataque da equipe, terminando o ano como um dos destaques do Brasileirão.

Os exemplos são vários. Sampaoli conseguiu extrair o melhor de cada jogador e fazer com que todo o elenco rendesse mais do que o esperado, individual e coletivamente. Agora, a missão do argentino é conseguir o mesmo resultado no Atlético-MG. E Diego Tardelli pode se tornar uma das peças mais importantes neste processo.

Todos conhecem sua qualidade como jogador, a torcida do Galo, então, nem se fala. E o estilo de Sampaoli parece se encaixar perfeitamente com o do atacante, que sempre gostou de jogar com trocas de passes rápidas e constantemente se movimentando no setor ofensivo, exatamente o que propõe o argentino.

“Já dá para ver a evolução do grupo, qualidade no toque de bola e a qualidade de cada jogador que ele conseguiu. Isso nos dá esperança de ver um atlético campeão brasileiro”, completou.

A torcida do Galo provavelmente terá mais paciência com Tardelli do que teria com a maioria dos jogadores. Se existe um lugar ideal para que ele se recupere é o Atlético-MG, principalmente com Sampaoli no banco de reservas.

Leia também