Santos não era eliminado na primeira fase da Libertadores há 37 anos; relembre

·1 minuto de leitura

Noite dura para o torcedor do Santos.

Acostumado às glórias e tendo o status de atual vice-campeão continental, o Peixe passou longe de repetir na atual edição a façanha do ano passado, quando contrariou a lógica para chegar à final no Maracanã.

Com uma campanha ruim nos primeiros cinco jogos da Libertadores, a equipe da Vila Belmiro entrou em campo na noite desta quarta-feira (26) precisando de uma combinação improvável de placares para não ser eliminado precocemente: além de ter que vencer o seu jogo contra o líder de chave, Barcelona-EQU, também teria que torcer por um tropeço do Boca Juniors no outro jogo da rodada. Mas nenhum dos dois resultados se confirmaram.

Santos perdeu por 3 a 1 e caiu precocemente na competição | Pool/Getty Images
Santos perdeu por 3 a 1 e caiu precocemente na competição | Pool/Getty Images

O Boca Juniors venceu com facilidade o The Strongest (BOL) em Buenos Aires, enquanto que o Santos, recheado de garotos em campo, foi presa fácil para o organizado Barcelona: 3 a 1 para o time equatoriano, classificado às oitavas como primeiro colocado de chave, com 13 pontos. O gigante argentino acabou ficando com a segunda posição do grupo C.

Terceiro colocado do grupo com apenas 6 pontos, o Peixe acabou ficando com a vaga à Sul-Americana, somando apenas a segunda eliminação precoce de sua história em Libertadores. Até essa edição de 2021, o Alvinegro só havia caído na fase de grupos do maior torneio continental uma vez, há exatos 37 anos: em 1984, perdeu cinco das seis partidas que disputou e ficou na última posição de sua chave, sofrendo duas goleadas para o Flamengo.

Fernando Diniz terá muito trabalho pela frente no Peixe | Pool/Getty Images
Fernando Diniz terá muito trabalho pela frente no Peixe | Pool/Getty Images