Santos mereceu vencer o Grêmio. Felipão deve sair, sem padrão tático e jogadores descontrolados

·1 minuto de leitura
Zagueiro Vágner comemora o gol da vitória do Santos sobre o Grêmio. Foto: Fernanda Luz/AGIF

O Santos venceu o Grêmio no duelo dos desesperados na Série A do Brasileiro. Os times começaram a partida no Z4 e o Santos conseguiu sair com a vitória de 1 a 0, nesta rodada. Agora, o Santos é 16º colocado com 28 pontos em 24 jogos, enquanto o Grêmio permanece na 19ª posição com 23 pontos em 23 confrontos.

O jogo foi bastante competitivo e pouco técnico, como esperávamos. O Santos foi mais ambicioso, ofensivamente, criando alternativas do meio-campo para a frente. O goleiro Brenno evitou gols santistas contra apenas uma chance do Grêmio, em defesa de João Paulo. 

Na segunda etapa, o Santos seguiu mais incisivo e nunca desistiu de buscar o gol. Fábio Carille abriu mais o time, colocando atacantes para pressionar o Grêmio. Felipão respondeu com Ferreira e Jean Pyerre. Aliás, Ferreira como reserva é um acinte da comissão técnica. 

Com as equipes mais abertas, virou trocação, com chances para os dois lados. No final, o Santos foi premiado com um chute cruzado de Marinho para o zagueiro Vágner desviar para o gol, em condições legais, com o auxílio do VAR. 

Carille conseguiu sua primeira vitória e ganha um respiro para o Santos sai de baixo. No Grêmio, é bem provável que Felipão seja demitido, pelas más atuações e descontrole de alguns jogadores como Rafinha, Diego Souza e Douglas Costa. Vamos aguardar.  

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos