Santos manterá armário de Pelé trancado na Vila Belmiro

Para preservar 'mística', armário que está trancado desde o último jogo de Pelé pelo Santos continuará trancado. Foto: (Ivan Storti/Santos FC)
Para preservar 'mística', armário que está trancado desde o último jogo de Pelé pelo Santos continuará trancado. Foto: (Ivan Storti/Santos FC)

Um mistério que dura quase 50 anos irá perdurar um pouco mais de tempo na Vila Belmiro, ao menos foi o que o Santos decidiu. Trancado desde o último jogo de Pelé com a camisa do Peixe, em 2 de outubro de 1974, o armário do Rei do Futebol no vestiário do estádio do clube praiano não será aberto tão cedo, segundo o clube, para preservar a "mística".

Andres Rueda, presidente do Santos, decidiu isso dois dias após o velório de Pelé, que foi realizado no próprio estádio. Em breve entrevista, o mandatário alvinegro afirmou que: "Ele guardou um objeto e levou a chave. Reza a lenda que é para dar sorte ao time do Santos".

Leia também:

Já Clodoaldo, companheiro de Pelé no Santos durante sete anos e único tricampeão mundial com o Rei presente em seu velório, disse, na cerimônia de despedida do maior jogador da história do futebol, que é favorável que o seu armário seja aberto: "Não sei como vai ser, mas tem que acabar com esse suspense para sabermos o que ele deixou de lembrança para nós, torcedores. É uma curiosidade muito grande".

Diversas teorias foram criadas em cima do mistério que persiste a instigar a curiosidade dos torcedores do Santos e de outros clubes. O armário, que faz parte do tour na Vila Belmiro, é alvo de diversas fotos pelos milhares de visitantes que passeiam pelo histórico estádio em todos os anos.

Reformas já aconteceram no vestiário do estádio, mas em nenhuma das vezes a peça foi mexida. Na nova Vila Belmiro, que teve construção aprovada pelo Conselho Deliberativo do clube em dezembro do ano passado, o armário irá continuar intacto, sendo retirado apenas para a obra e recolocado em seu lugar ao término da mesma.