Santos ganha destaque em portal por técnica inovadora no trabalho de base; entenda

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

O sucesso de uma equipe de futebol passa por centenas de fatores/aspectos: dos mais conhecidos como material humano, estabilidade, planejamento e organização financeira, aos mais minuciosos. Há grandezas fundamentais que fazem parte da rotina e do dia a dia de um clube que não chegam aos olhos do grande público e ao conhecimento do senso comum, mas que são fundamentais para o desenvolvimento de um trabalho de excelência.

Ao mesmo tempo em que a grande maioria dos perfis de futebol exaltavam o espírito aguerrido e a superação do Santos para conquistar uma vaga na grande decisão da Conmebol Libertadores, o portal 'La Pizarra del DT', especialista em análise tática e scouting, destrinchava uma estrutura pouco conhecida/comentada utilizada pelo Peixe em seu trabalho de base: o Eye Tracker.

Em uma longa thread [sequência de postagens], o perfil se propôs a explicar como funciona essa tecnologia utilizada pelo Peixe em seu dia a dia: o Eye Tracker consiste em um aparato não-invasivo de rastreamento/monitoramento, que coleta dados referentes à percepção visual do atleta. Com essa ferramenta, o clube consegue levantar estatísticas e investigar a relação entre campo de visão e tomada de decisão, lado-cego e tempo de reação.

Um fundamento específico que tem sido estudado a fundo pelo Peixe, com a ajuda da ferramenta, é a cobrança de penalidades: batidas mais fortes tendem ao centro do gol, enquanto cobranças colocadas tendem aos lados da baliza. Um 'case' que chama atenção do clube e foi destacado pela conta é o do garoto Ângelo Gabriel, que adotou uma técnica de cobrança de alta efetividade sem olhar para a bola na hora da batida.

Já incorporado na rotina de clubes de Holanda, Alemanha e Inglaterra, o Eye Tracker é uma dentre as tantas tecnologias que chegaram para ajudar o esporte e seus protagonistas. E o Peixe parece estar bastante atento a isso, pioneiro que é e sempre foi.