Santos empata na estreia da Libertadores e mantém pressão em Dorival

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Santos empatou com o Sporting Cristal por 1 a 1 nesta quinta-feira (9), no Peru, na estreia do time na Copa Libertadores da América deste ano. Cazulo abriu o placar no primeiro tempo e Thiago Maia empatou na segunda etapa.

O resultado ainda deixa o técnico Dorival Júnior pressionado no cargo. Até nomes de treinadores, como Levir Culpi, já foram sugeridos pelos dirigentes na Vila Belmiro. Isso porque a equipe santista soma apenas uma vitória nos últimos seis jogos. Foram três derrotas, dois empates e uma vitória.

Após o empate com o Sporting Cristal, o Santos volta a campo na Copa Libertadores, diante do The Strongest, na próxima quinta-feira (16), às 21h45, na Vila Belmiro. Antes disso, a equipe santista encara o São Bernardo, no ABC paulista, no próximo domingo, às 18h30 (de Brasília), em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

O meia Lucas Lima, mesmo bastante marcado, foi disparado o melhor jogador do Santos no Peru. O camisa 10 foi o responsável por buscar a bola na defesa e, com muita velocidade, fazer a ligação com o ataque. Foram três assistências perfeitas –para Renato, Ricardo Oliveira e Thiago. Todos ficaram na frente do goleiro, mas só Maia aproveitou ao marcar o gol santista.

Já Vitor Bueno demonstrou bastante lentidão em seu futebol. Além disso, o meia errou passes e até domínios de bola. Por conta disso, ele foi substituído aos 13 minutos do segundo tempo por Vladimir Hernández.

O atacante Ricardo Oliveira, que voltou ao time após se recuperar de lesão, teve atuação apagada contra o Sporting Peru. O camisa 9 teve uma chance de fazer o gol ao receber linda assistência de Lucas Lima e ficar na frente do goleiro, que fez ótima defesa. Assim, o capitão santista continua sem balançar as redes em 2017.

O Santos começou o jogo buscando a posse de bola, mas perdeu em velocidade para o time peruano. Logo aos dois minutos, o zagueiro Cleber errou a saída de bola e foi obrigado a cometer falta perto da área. Na cobrança, o goleiro Vladimir salvou o time espalmando para escanteio.

O Santos respondeu com Lucas Lima em bela enfiada de bola. O camisa 10 deixou Renato na frente do goleiro, mas o volante finalizou em cima do adversário. Em seguida, o Sporting Cristal tomou conta do jogo com velocidade e marcação e abriu o placar aos 13 minutos. Lobatón bate falta na área e Cazulo em posição duvidosa faz o gol. Vitor Bueno e Cleber tentaram em finalizações, mas pararam no goleiro Maurício Viana.

O colombiano Vladimir Hernández enfim estreou com a camisa do Santos aos 14 minutos do segundo tempo. O atleta havia apenas participado do amistoso contra o Kenitra, do Marrocos, quando marcou um golaço de bicicleta. A demora na estreia se deve por conta de pagamento atrasado ao Junior Baranquilla.

O técnico Dorival Júnior percebeu a lentidão do Santos em campo e fez duas alterações que mudaram a postura do time – as entradas de Vladimir Hernández e Bruno Henrique nas vagas de Vitor Bueno e Copete, respectivamente. A mudança rendeu o empate e quase a vitória.

O volante Leandro Donizete viajou, mas não pôde enfrentar o Sporting Cristal, pois estava suspenso na competição. Isso porque o atleta foi expulso quando defendia o Atlético-MG na Libertadores do ano passado. O clube paulista alega que sabia da suspensão, mas levou o jogador por causa de sua experiência, mesmo perdendo uma opção no banco de reservas.

SPORTING CRISTAL

Viana; Revoredo, Cazulo, Garcés, Céspedes; Carlos Lobaton (Ballón), Aquino, Costa, Sandoval (Ortíz), Sanchez; Ifran (Blackburn)

T.: José Guillermo Del Solar

SANTOS

Vladimir; Victor Ferraz, Cléber, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Vladimir Hernández), Copete (Bruno Henrique) e Ricardo Oliveira

T.: Dorival Júnior

Estádio: Nacional do Peru, em Lima

Árbitro: José Argote (Venezuela)

Cartões amarelos: Cleber (S); Lobatón e Cazulo (C)

Gols: Cazulo (C), aos 13 min do 1º tempo; Thiago Maia (S), aos 21 min do 2º tempo