Santos e WTorre decidem renovar Memorando de intenções para projeto da Nova Vila

·3 minuto de leitura


Santos e WTorre se reuniram na manhã desta terça-feira (24) e decidiram pela renovação do MOU (Memorando de Intenções) para a construção da Nova Vila Belmiro. O primeiro documento foi assinado em setembro do ano passado, ainda na gestão do ex-presidente José Carlos Peres, e tinha validade de um ano.

Nas últimas semanas, representantes do Santos e da empresa se reuniram diversas vezes para tentar um acordo em cima de três premissas básicas: percentual da receita de jogos que o Peixe repassaria para a empresa, percentual das outras receitas que a empresa destinaria ao clube e prazo de concessão do estádio.

Algumas das reuniões foram bastante tensas e "a conta não fechou" devido também ao aumento no valor dos materiais de construção civil. que deixaram mais caro o projeto inicial. Como as duas partes seguem com interesse no projeto, a renovação do MOU foi acordada para que o projeto possa passar por adaptações para que o custo total seja menor e, dessa forma, a receita seja interessante para o clube e para os investidores.

- Nós entendemos a ansiedade do torcedor, mas a nova arena é um projeto que impactará a realidade do clube por muitas décadas, então não podemos ter pressa. Desde janeiro já conseguimos avançar em muitos pontos importantes e isso me dá a certeza de que a Nova Vila Belmiro sairá do papel. A WTorre é a empresa certa para estar ao nosso lado nesta empreitada - afirmou o presidente do Santos, Andres Rueda.

Confira a nota oficial do Santos e da WTorre

Representantes do Santos FC e da WTorre se reuniram nesta terça-feira (24/08) na Vila Belmiro para uma nova rodada de negociações sobre a construção da futura arena do clube, que terá capacidade para 30 mil pessoas. As duas partes decidiram renovar o memorando de entendimentos para dar continuidade às conversas referentes ao projeto arquitetônico e as premissas financeiras da parceria.

Entre os tópicos discutidos hoje estão o cronograma de aprovações dentro do clube e com a Prefeitura de Santos, a readequação dos custos do projeto devido ao aumento de matérias-primas, como o aço, e a realocação da parte administrativa do clube.

“Nós entendemos a ansiedade do torcedor, mas a nova arena é um projeto que impactará a realidade do clube por muitas décadas, então não podemos ter pressa. Desde janeiro, já conseguimos avançar em muitos pontos importantes e isso me dá a certeza de que a Nova Vila Belmiro sairá do papel. A WTorre é a empresa certa para estar ao nosso lado nesta empreitada”, afirmou o presidente do Santos, Andres Rueda.

“A renovação do memorando, feita nesta terça-feira, reforça nosso compromisso em buscar o melhor modelo de negócios para todas as partes envolvidas no projeto: o clube, a WTorre e o torcedor santista. Grandes avanços foram feitos hoje e estamos empenhados em entregar um projeto a altura da grandeza do Santos FC”, reforça Luis Davantel, CFO da WTorre S.A.

O Santos FC foi representado na reunião por 5 dirigentes: Rueda, o vice-presidente, José Carlos Oliveira, e os membros do Comitê de Gestão Dagoberto Oliva, Rafael Leal e Vitor Sion. Da parte da WTorre, participaram Davantel, Claudio Macedo, CEO da WTorre Entretenimento, e Luiz Otávio do Amaral Alves, Diretor de Novos Projetos e Negócios da companhia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos