Santos e donos de tokens vão lucrar com compra de Yuri Alberto pelo Corinthians

Yuri Alberto assinou até dezembro de 2027 (Foto: Agência Corinthians)


O Santos e os proprietários do Token da Vila vão lucrar com a compra em definitivo do atacante Yuri Alberto pelo Corinthians, mesmo com a negociação ter sido feita por trocas de atletas. Para ter o atacante revelado pelo Peixe, o clube do Parque São Jorge cedeu o zagueiro Robert Renan e o volante Du Queiroz, além de uma preferência de compra pelo garoto Pedro e percentual de venda futura de Mantuan e Ivan e ficou com 50% dos direitos de Yuri Alberto.

- O regulamento FIFA referente ao mecanismo de solidariedade não trata especificamente sobre essa hipótese de transferência de jogadores com troca de atletas entre os clubes. Entretanto, tendo em vista o conceito desse mecanismo, que é de compensar os clubes formadores quando ocorrer uma transferência onerosa entre clubes, tanto os tribunais da FIFA quanto o CAS entendem que essa situação gera sim a obrigação ao pagamento da solidariedade aos clubes que formaram o atleta. Esse entendimento se baseia no fato de que, por mais que não haja um pagamento propriamente dito, a operação de troca pressupõe que os times envolvidos atribuíram uma valor aos atletas para concretização da operação, o que gera a obrigação ao pagamento - explicou Cristiano Caús, sócio do CCLA Advogados e consultor jurídico do Santos Futebol Clube.

Promessa das categorias de base do Peixe, Yuri Alberto subiu ao profissional, mas nunca se firmou. Ele marcou três gols em 27 jogos pela equipe santista. O atacante deixou o clube para o Internacional de forma tumultuada em 2020, após não aceitar uma proposta para renovar seu contrato. Os clubes chegaram a um acordo para que o Peixe ficasse com 5% dos direitos do jogador em uma transferência futura, além de ter um novo prazo para o pagamento da compra de 50% do atacante Eduardo Sasha.

Pelo tempo em que manteve o atacante, o Santos tem direito a 2,51% de todas as negociações através do mecanismo de solidariedade e os ativos de Yuri Alberto fazem parte da cesta oferecida no projeto Token da Vila. Na transferência do Internacional para o Zenit, o Santos recebeu R$ 1.648.520,61 e os donos de tokens receberam R$ 2,68 por unidade.

No caso da transferência com trocas de atletas, o valor determinado pela Fifa usa como base a transferência anterior. Então, o negócio deverá ser avaliado em cerca de 12,5 milhões de Euros (R$ 69,5 milhões). O Santos teria direito a 2,51% do total, ou seja, cerca de R$ 1,7 milhões.