Santos consegue parecer favorável sobre multa abusiva no Caso Doyen

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·1 minuto de leitura


O presidente Andres Rueda concedeu uma entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira para analisar os 100 primeiros dias de gestão. Entre os pontos principais, o dirigente falou sobre a disputa com a Doyen, que bloqueou 100% das receitas do clube nos primeiros meses do ano.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

O Santos deveria pagar 5 milhões de Euros em setembro de 2019, mas não fez o pagamento. A multa em contrato estava prevista em 10 milhões e euros, transformando a soma da dívida em 15 milhões de euros (cerca de R$ 100 milhões na cotação atual).

- Nós entramos em uma guerra santa juridicamente e tivemos um parecer favorável do juiz, em segunda instância, onde foi dito que o Santos deve, mas que a multa foge do normal e estabeleceu um milhão de euros de multa (cerca de R$ 6,7 milhões). Em segunda instância, o Santos deve seis milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões), não 15 milhões. Claro que cabe recurso, mas agora a gente consegue conversar para tentar um acordo - afirmou o presidente.

Em fevereiro, o Santos conseguiu a liberação de 85% das receitas bloqueadas de televisão e cotas de patrocínio. O presidente, no entanto, deixou claro que, caso venda um atleta hoje, a receita estará bloqueada.