Santos aposta em bola parada e repete cobranças antes de decisão

Além de Lucas Lima, machucado, Leandro Donizete sentiu dores no joelho e não fica nem no banco. Lateral-direito Victor Ferraz reforça o Peixe na Vila Belmiro

O técnico Dorival Júnior acredita que a bola parada pode ser decisiva para o Santos nas quartas de final do Paulistão, contra a Ponte Preta, que tem jogo de ida neste sábado, às 16h, no Moisés Lucarelli. Na véspera do duelo, o Peixe repetiu diversas variações de bola parada durante o último treinamento.

Ricardo Oliveira, Jean Mota, Vitor Bueno e Victor Ferraz treinaram por três dias seguidos cobranças diretas. Além disso, a defesa também dedicou alguns minutos para posicionar a linha.

Por fim, os atacantes aprimoraram finalizações de fora da área, cara a cara com os goleiros, que se alternavam. Os trabalhos técnicos foram feitos desde quarta-feira.

O Peixe é o 7º colocado no Campeonato Paulista na categoria 'finalizações certas' com 57 acertos.





E MAIS: