Santos aguarda reunião com Dória, mas já alinha treinos em Atibaia

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·1 minuto de leitura


Os clubes paulistas vivem uma grande indefinição sobre o futuro e as dúvidas são ainda maiores no caso do Santos, que além de não poder jogar, também está proibido de treinar na cidade entre os dias 23 de março e 4 de abril. Uma reunião está marcada para manhã desta segunda-feira entre Federação Paulista e clubes para elaborar um planejamento e tentar convencer o governador João Doria a aliviar as restrições contra o futebol. A competição está paralisada devido a medidas de contenção dos casos de Coronavírus no estado de São Paulo.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

Mesmo se Doria for convencido, o Santos terá também o desafio de fazer o prefeito da cidade, Rogério Santos, liberar os treinamentos na cidade. O clube está confiante de que, se o governador aceitar, a Prefeitura irá ceder, já que os dois são aliados e do mesmo partido, o PSDB.

Apesar da possibilidade, a diretoria santista já trabalha com a hipótese de ter que se deslocar para um período de treinos longe da cidade. O clube já analisou algumas possibilidades e negocia para treinar em Atibaia. A programação ainda será definida e depende das autoridades estaduais e municipais.

A Federação teme um aumento do número de casos de Covid no Estado na próxima semana, o que poderia causar ainda mais restrições, com outros clubes enfrentando proibição de treinamentos e até mesmo a prorrogação da proibição, que, a princípio, vale até 30 de março.