Santa Cruz reivindicará à CBF o direito de participar da Copa Sul-Americana

Gazeta Press

O Santa Cruz irá brigar por seu direito de participar da Copa Sul-Americana de 2017. Nesta quinta-feira, a equipe pernambucana divulgou um comunicado afirmando que mandará um ofício à CBF reivindicando uma vaga na competição continental.

Diretor jurídico da equipe coral, Eduardo Lopes explicou as medidas que serão tomadas pela direção. “O Santa Cruz está tomando as medidas legais cabíveis no que se refere à questão da vaga da Sul-Americana. Temos um bom direito e iremos, junto às instâncias competentes, providenciar os recursos necessários para que nosso pleito seja reconhecido. Até a última instância, fazer valer o nosso direito e o regulamento, que previa o campeão do Nordeste dentro desta competição de cunho internacional. Iremos lutar”, declarou.

A exigência do Santa Cruz se deve à mudança no regulamento das competições continentais para a próxima temporada. Com a reformulação feita pela Conmebol, o Brasil passou a ter seis representantes na Copa Libertadores, ao contrário das quatro vagas que eram disponibilizadas anteriormente. No entanto, a Copa Sul-Americana teve caminho inverso e passou de oito para seis lugares garantidos para as equipes brasileiras.

Com isso, os campeões da Copa do Nordeste e da Copa Verde, que nesta temporada foram Santa Cruz e Paysandu, perderam direito à vaga na competição. A equipe coral, porém, alega que esta medida não poderia ser tomada já para a edição de 2017 da Copa Sul-Americana e necessitaria de mais um ano para adequação.

Advogado que irá representar o Santa Cruz neste processo, Osvaldo Sestário explicou no que o clube se baseia para solicitar uma vaga na Copa Sul-Americana. “Esse ofício, que será enviado à Conmebol (intermediado pela CBF), fala exatamente do direito adquirido dos clubes. Baseado nas leis brasileiras, no Estatuto do do Torcedor. Santa Cruz e Paysandu têm o direito adquirido. Se a Conmebol quiser aplicar isso a partir de 2018, tudo bem. Mas que seja mantido o direito adquirido dos clubes”, esclareceu.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também