Juventus acaba com invencibilidade do Milan (3-1) e entra na luta pelo título

·5 minuto de leitura

A Juventus derrotou o Milan por 3 a 1 no San Siro, impondo aos líderes da Serie A a primeira derrota da temporada no campeonato e somando três pontos que permitem aos 'bianconeri' entrar na luta pelo 'Scudetto'.

Federico Chiesa duas vezes (18 e 62) e o americano Weston McKennie (76) foram os autores dos gols da Juventus, enquanto Davide Calabria marcou para o time da casa, empatando em 1-1 antes do intervalo.

Foi a primeira derrota nesta temporada na Serie A para o Milan, que segue na liderança com 37 pontos, um a mais que a Inter, que mais cedo havia perdido para a Sampdoria (2-1).

A Juventus, por sua vez, parece estar endireitando seu rumo após uma primeira parte do campeonato muito irregular e já está nas posições que classificam para a Champions League, quarta com 30 pontos, sete atrás do Milan (sendo que o time de Turim tem um jogo a menos), e mantém as chances de alcançar um décimo 'scudetto' consecutivo.

"Foi um jogo importante para nós (...) Queríamos chegar com a mentalidade de dominar o jogo e conseguimos", disse o treinador da Juve, Andrea Pirlo.

- Duas assistências de Dybala -

Em duelo entre dois gigantes do futebol italiano, a Juve começou melhor e Chiesa, que fez uma grande partida, acertou um chute na trave dois minutos antes de abrir o placar, após uma bela tabelinha com o argentino Paulo Dybala, que devolveu a bola e o jogador da seleção italiana chutou na saída de Gianluigi Donnaruma (18).

Apesar do gol sofrido, o Milan reagiu e conseguiu igualar o placar pouco antes do intervalo com o gol de Calabria (41), que finalizou um cruzamento do português Rafael Leão, o melhor do time local no primeiro tempo e que teve duas chances claras de empatar (22 e 27).

Já no segundo tempo, a Juventus foi muito superior aos 'rossoneri' e conquistou a importante vitória com os gols de Chiesa, novamente após um passe de Dybala (62) e McKennie, contra (76).

"O jogo foi equilibrado (...), mas o segundo gol mudou tudo e ficou mais difícil voltarmos ao jogo", admitiu o treinador do Milan, Stefano Pioli, que lamentou o fim da sequência de 27 jogos sem derrotas de sua equipe na Serie A, mas lembrou que nesta quarta-feira teve "sete desfalques", incluindo o do atacante sueco Zlatan Ibrahimovic.

- Inter perde em Gênova -

Mais cedo a Inter de Milão, atual vice-campeã da Serie A, perdeu a chance de assumir a liderança ao ser derrotada por 2 a 1 em sua visita à Sampdoria.

O time de Antonio Conte, que perdeu um pênalti no início da partida por meio do chileno Alexis Sánchez (11) foi para o intervalo com uma desvantagem de 2-0 após os gols marcados por Antonio Candreva (23, de pênalti) e o senegalês Keita Baldé (38) depois de uma boa jogada do dinamarquês Mikkel Damsgaard.

No segundo tempo, a Inter só conseguiu diminuir através do zagueiro holandês Stefan de Vrij após um escanteio (65), apesar de ter criado chances (com Lukaku, Perisic e Lautaro Martínez) para evitar uma derrota.

A Roma, que derrotou o lanterna Crotone por 3 a 1, com dois gols do espanhol Borja Mayoral, ficou em terceiro com 33 pontos, a quatro do Milan e a três da Inter.

O surpreendente Sassuolo subiu para as posições da Liga dos Campeões (4º com 29 pontos) depois de vencer o Genoa por 2 a 1, que permanece na zona de rebaixamento (19º), superando na classificação o Napoli (5º com 28 pontos) que sofreu uma derrota no Estádio Diego Maradona, a primeira desde que o templo napolitano foi rebatizado com o nome do falecido astro argentino, por 2 a 1 para a Spezia (16ª).

O time local abriu o placar (58) e apesar de dominar e de ter várias chances de marcar, acabou perdendo de forma surpreendente para a Spezia que virou com um pênalti do francês M'Bala Nzola (68) e outro de Tommaso Pobega (81), quando já jogava com 10 em campo devido à expulsão do kosovar Ardian Ismajli (77).

A Atalanta (6ª) também chegou aos 28 pontos após vencer o Parma (17º) por 3 a 0 com gols dos colombianos Luis Muriel (16), Duván Zapata (49) e do alemão Robin Gosens (61).

Já a Lazio venceu a Fiorentina (14º) por 2 a 1 com gols do equatoriano Felipe Caicedo (6) e de Ciro Immobile (75), e ficou em oitavo lugar na tabela, e dois pontos atrás da Juventus (7º).

O Torino (16º) somou um ponto ao empatar com o Hellas Verona (9º) o que lhe permitiu sair da zona de rebaixamento, da qual o Cagliari (15º) se aproxima depois de perder por 2-1 em casa para o Benevento (10º).

Por fim, Bologna (12º) e Udinese (13º) empataram em 2 a 2, e permaneceram na parte intermediária da tabela.

--- Jogos da 16ª rodada do campeonato italiano e classificação:

- Quarta-feira:

Cagliari - Benevento 1 - 2

Sassuolo - Genoa 2 - 1

Crotone - Roma 1 - 3

Lazio - Fiorentina 2 - 1

Torino - Hellas Verona 1 - 1

Sampdoria - Inter 2 - 1

Bologna - Udinese 2 - 2

Atalanta - Parma 3 - 0

Napoli - Spezia 1 - 2

Milan - Juventus 1 - 3

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Milan 37 16 11 4 1 35 19 16

2. Inter 36 16 11 3 2 41 21 20

3. Roma 33 16 10 3 3 35 24 11

4. Juventus 30 15 8 6 1 32 15 17

5. Sassuolo 29 16 8 5 3 29 23 6

6. Napoli 28 15 9 1 5 32 15 17

7. Atalanta 28 15 8 4 3 36 21 15

8. Lazio 25 16 7 4 5 25 25 0

9. Hellas Verona 24 16 6 6 4 20 15 5

10. Benevento 21 16 6 3 7 19 26 -7

11. Sampdoria 20 16 6 2 8 25 26 -1

12. Bologna 17 16 4 5 7 23 29 -6

13. Udinese 16 15 4 4 7 17 23 -6

14. Fiorentina 15 16 3 6 7 17 23 -6

15. Cagliari 14 16 3 5 8 23 33 -10

16. Spezia 14 16 3 5 8 21 31 -10

17. Torino 12 16 2 6 8 26 33 -7

18. Parma 12 16 2 6 8 13 31 -18

19. Genoa 11 16 2 5 9 16 30 -14

20. Crotone 9 16 2 3 11 16 38 -22

./bds/mcd/dr/aam