Sampaoli explica longa ausência de Ganso: "Minha responsabilidade"

Depois de 108 dias fora dos gramados, Paulo Henrique Ganso voltou a defender as cores do Sevilla nessa sexta-feira (21). A volta aos campos foi em grande estilo. O meia-atacante marcou duas vezes no triunfo por 2 a 0 sobre o Granada, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán. Após o duelo, Jorge Sampaoli, treinador do time de Sevilha, fez a sua análise sobre a partida do brasileiro e explicou por que ele não vinha tendo chances.

Em entrevista coletiva, o argentino conta que a presença de outros atletas no elenco fez com que o antigo jogador de Santos e São Paulo fosse preterido em algumas oportunidades.

jorge sampaoli fc sevilla champions league 031417

"Ele jogou muito bem. Por que veio para o clube ou por que não jogou tem a ver comigo. Há muitos jogadores nessa posição. Há uma concorrência muito ativa. Por decisões táticas escolhi outros nomes ou outras características", afirmou.

"É minha responsabilidade. Achava que o time precisava de outra coisa", acrescentou.

A última partida do ex-jogador de Santos e São Paulo havia sido a derrota de 3 a 0 para o Real Madrid, no dia 4 de janeiro, pela Copa do Rei. Desde então, Ganso não foi mais usado por Sampaoli até ser titular contra o Granada. E o brasileiro só havia feito um gol, na vitória de 9 a 1 sobre o Formentera, também na Copa do Rei.