Sampaio Corrêa e Vitória empatam em jogo com polêmica de arbitragem

Futebol Latino
·4 minuto de leitura


Sampaio Corrêa e Vitória ficaram no empate por 1 a 1 na noite deste sábado (20) pela 4ª rodada da Copa do Nordeste. Mas a polêmica veio com menos de um minuto do segundo tempo. O árbitro Rodrigo Jose Pereira de Lima apitou um pênalti para o Sampaio Corrêa em cima de Guilherme Teixeira, porém após conversar com a equipe de arbitragem, refugou na decisão e tirou o pênalti da equipe maranhense. Vale lembrar que não existe a utilização do VAR na fase de grupos da Copa do Nordeste.

Com o resultado, o Sampaio Corrêa chega aos 3 pontos na competição, dois a menos que o 4 de Julho - último clube classificado do grupo A até o momento para o mata-mata da Copa do Nordeste. Em contrapartida, o Vitória chega aos sete pontos e está em terceiro - apenas um ponto atrás do Fortaleza, líder do grupo B do torneio.

>Classificação atualizada da Copa do Nordeste

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro lance de perigo da etapa inicial foi aos cinco minutos e dos visitantes. Em boa saída de contra-ataque, Vico lançou David pela ponta esquerda, que invadiu a área, mas foi travado por Paulo Sérgio. O atacante pediu pênalti, mas não teve o pedido atendido pelo árbitro da partida.

Aos 14 minutos foi a vez do Sampaio Corrêa chegar pela primeira vez com perigo. Jajá cruzou pela direita, o zagueiro João Victor cortou errado e a bola parou no travessão do goleiro da equipe baiana.

Após o primeiro grande lance da equipe maranhense, o gol saiu na sequência. Em cruzamento pela esquerda, a bola sobrou no meio da área para Dione, que ganhou da marcação em duas oportunidades e abriu o placar aos 16 minutos.

O empate do Vitória apareceu logo na primeira grande chegada com perigo após ficar atrás no placar. Em excelente passe entre as linhas de David, Samuel ficou sozinho cara a cara com o goleiro Mota e só teve o trabalho de tirar do arqueiro e igualar o placar aos 24 minutos.

Sem chances claras de gol após o início com boas oportunidades, os times fizeram um jogo de muitos erros na metade final do primeiro tempo sem dar trabalho aos goleiros Mota e Lucas Arcanjo.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final começou pegando fogo. Com apenas 1 minuto, o Sampaio Corrêa conseguiu uma penalidade máxima. Guilherme Teixeira recebeu dentro da área e foi derrubado por João Pedro, mas após conversa entre a equipe de arbitragem, o árbitro Rodrigo Jose Pereira de Lima refugou e tirou o pênalti da equipe mandante.

Após toda confusão da arbitragem, o Vitória chegou pela primeira vez no segundo tempo com o atacante Samuel. Em boa troca de passes pela esquerda, o atacante visitante chutou cruzado para boa defesa de Mota aos quatro minutos.

Após o início acelerado, os clubes voltaram a esfriar o jogo. Tanto que a próxima chance de gol só veio aos 20 minutos e foi do Sampaio Corrêa. Em boa troca de passes na entrada da área, Jefinho recebeu de Joanderson, mas chutou errado e surpreendeu Lucas Arcanjo, que defendeu mesmo assim.

O Sampaio perdeu sua principal chance de gol aos 28 minutos. Em boa jogada de Sávio pela direita, a bola sobrou para o centroavante Jefinho na cara do gol, que acertou a trave. No rebote, o lateral Sávio chutou para o gol livre e acabou travado pela defesa do Vitória.

A última chance do jogo saiu já nos acréscimos - aos 47 minutos - com Joanderson. O atacante do Sampaio Corrêa recebeu na entrada da área, mas acabou travado pela defesa na hora do chute.

PRÓXIMOS JOGOS

O Sampaio Corrêa volta aos gramados na próxima terça-feira (23) para enfrentar o Altos-PI, às 15h45 (de Brasília), fora de casa. Em contrapartida, o Vitória joga em casa, contra o CRB, na próxima quarta-feira (24), às 19h30 (de Brasília).

FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA 1 x 1 VITÓRIA

Local: Estádio do Castelão, Maranhão
Data: 20 de março de 2021
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Jose Pereira de Lima (PE)
Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca (PE) e José Daniel Torres de Araujo (PE)
Cartões amarelos: Dione, Guilherme Teixeira, Gabriel Popó, Jajá (SAM); Samuel (VIT)

GOLS: Dione, aos 16 minutos do primeiro tempo (1-0), Samuel, aos 24 minutos do primeiro tempo (1-1)

SAMPAIO CORRÊA (Técnico: Rafael Guanaes)

Mota; Rony (Sávio), Allan, Paulo Sérgio e Marlon; André Luiz, Guilherme Teixeira, Dione (Gabriel Popó) e Matheus Cassini (Joanderson); Jajá (Gabriel Honório) e Jefinho.

VITÓRIA (Técnico: Rodrigo Chagas)

Lucas Arcanjo; Van (Guilherme Rend), João Victor, Wallace Reis e Pedrinho (Eron); Gabriel Bispo, João Pedro e Vico (Cedric); David, Samuel (Roberto) e Ygor Catatau (Hitalo).