Saldo da estreia dos brasileiros na Sul-Americana: quem foi bem e quem decepcionou

Lucas Humberto
·3 minuto de leitura

A primeira rodada da Copa Sul-Americana trouxe alguns clubes brasileiro de volta às competições internacionais. Tivemos empates dignos, vitórias suadas, triunfos maiúsculos e igualdades dolorosas no placar. Confira nosso saldo da estreia dos times nacionais no torneio continental.

Destaques

Ceará

Ceará teve boa exibição na estreia. | Kely Pereira/Agif/Gazeta Press
Ceará teve boa exibição na estreia. | Kely Pereira/Agif/Gazeta Press

Placar: Ceará 3 x 1 Jorge Wilstermann

O Vozão não foi passear na Copa Sul-Americana. Pelo contrário, fez uma partida quase irretocável, não fosse pela pequena queda de rendimento no segundo tempo, que foi rapidamente controlada pelas mudanças de Guto Ferreira. Com passes inteligentes e verticalidade, o Ceará dominou seu adversário em exibição de gala. O gol de Vina no final do jogo serviu para coroar uma belíssima atuação coletiva.

Saldo final: Atuação excelente.

Bahia

Bahia está na semifinal da Copa do Nordeste. | PABLO PORCIUNCULA/Getty Images
Bahia está na semifinal da Copa do Nordeste. | PABLO PORCIUNCULA/Getty Images

Placar: Montevideo City Torque 1 x 1 Bahia

O Esquadrão de Aço fez um primeiro tempo muito bom e deixou seu torcedor com a impressão de que poderia ganhar a partida por placares elásticos. Contudo, nem a noite inspirada de Rodriguinho conseguiu alavancar a queda de rendimento do Bahia no segundo tempo. O meio-campista ainda deixou Gilberto na cara do gol, mas ele não conseguiu converter.

Saldo final: Boa atuação, embora tenha faltado mais precisão para sair com três pontos conquistados.

RB Bragantino

Claudinho e companhia não tomaram muito conhecimento do Tolima. | MIGUEL SCHINCARIOL/Getty Images
Claudinho e companhia não tomaram muito conhecimento do Tolima. | MIGUEL SCHINCARIOL/Getty Images

Placar: RB Bragantino 2 x 1 Tolima

O Massa Bruta precisou somente dos primeiros 45 minutos para mostrar que não está para brincadeira no torneio continental. Dominou a partida no quesito ofensivo e, embora os adversários tenham conseguido balançar as redes, não sofreu muitas ameaças no setor defensivo. Com bom controle de jogo, o Bragantino estreou com pé direito.

Saldo final: Atuação controlada e boa execução das jogadas.

Grêmio

Rafinha estava bem no jogo. | DIEGO VARA/Getty Images
Rafinha estava bem no jogo. | DIEGO VARA/Getty Images

Placar: Grêmio 2 x 1 La Equidad

Foi com aquela dose de sofrimento que os torcedores gremistas estão acostumados, porém os três pontos foram garantidos. O triunfo veio em um momento importante e dá até certa tranquilidade para Tiago Nunes. Os pontos positivos ficam por conta das boas atuações individuais de Diego Souza, Rafinha, Brenno e até Paulo Miranda. O Imortal mostrou que tem um elenco qualificado e, para além disso, que pode brigar por mais na temporada.

Saldo final: Atuação segura para dar fôlego ao clube.

Atuação mediana

Atlético-GO

Times ficaram no empate sem gols. | EVARISTO SA/Getty Images
Times ficaram no empate sem gols. | EVARISTO SA/Getty Images

Placar: Atlético-GO 0 x 0 Newell's Old Boys

O Dragão entrou com certo nervosismo no primeiro tempo e teve atuação regular. Voltou incisivo na segunda parcial, criou boas oportunidades e mostrou mais controle que o Newell's Old Boys, porém pecou na finalização e não conseguiu balançar as redes.

Saldo final: Apresentou competência em campo, mas não conseguiu traduzi-la no placar.

Athetico-PR

Teve expulsão na partida. | RODRIGO BUENDIA/Getty Images
Teve expulsão na partida. | RODRIGO BUENDIA/Getty Images

Placar: Aucas 0 x 1 Athletico-PR

Enfrentando um adversário remendado e cheio de dificuldades extracampo, o Furacão foi apenas 'suficiente' dentro das quatro linhas. Os comandados de António Oliveira criaram oportunidades interessantes diante das dificuldades presentes: altitude de 2.800 metros de Quito e falta de ritmo do time principal, que não jogava desde fevereiro. O Aucas estava completamente desarrumado e parecia não saber como proceder.

Saldo final: Atuação regular, mas que não será suficiente para enfrentar adversários mais fortes.

Decepção

Corinthians

Mancini foi detonado nas redes sociais pela escalação. | NORBERTO DUARTE/Getty Images
Mancini foi detonado nas redes sociais pela escalação. | NORBERTO DUARTE/Getty Images

Placar: River Plate 0 x 0 Corinthians

O Timão liderou em posse de bola, controlou parte do meio-campo, mas não conseguiu balançar as redes. Enfrentando o lanterna do Campeonato Paraguaio, os comandados de Mancini tiveram mais uma atuação para esquecer. As oportunidades perdidas apenas coroaram a fracassada estreia do Alvinegro.

Saldo final: Atuação medíocre e empate amargo.