"Salah, Mané e Firmino são mais fortes juntos do que individualmente", diz Owen

Goal.com

O Liverpool montou um dos trios de ataque mais temidos do mundo com Sadio Mané, Mohamed Salah e Roberto Firmino. O tridente conseguiu levar os Reds ao título da Liga dos Campeões, assim como o Mundial de Clubes, e colocou o clube com as duas mãos na taça na Premier League desta temporada.

E Michael Owen, ex-atacante do Liverpool, afirmou que o sucesso do trio é devido, principalmente, ao coletivo e não tanto ao talento individual deles. "Se você tirasse esses jogadores e os colocasse em equipes diferentes na Premier League, eles seriam tão bons sem os outros?", disse Owen à BBC Radio 5.

"É discutível e provavelmente discutível que você diria não. Essa equipe se conecta muito bem e acho que os atacantes se beneficiam muito com os laterais que são muito ofensivos. Os meias criam uma estrutura sólida. Acho que todos se conectam muito bem", completou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Os números dos jogadores com a camisa do Liverpool são incríveis. Salah, vencedor de duas Chuteiras de Ouro da Premier League, já anotou 91 gols com os Reds em 144 partidas. Mané, em 161 jogos, balançous as redes 77 vezes e também tem uma Chuteira de Ouro do Campeonato Inglês.

Já Firmino tem 235 atuações com pelo time de Anfield e também marcou 77 gols. Na atual temporada, o jogador ainda não conseguiu balançar as redes em Anfield em jogos da Premie League, marcando todos os seus gols apenas fora de casa, mas o brasileiro já deixou vários golaços em seus cincos anos da Inglaterra.

Precisando de apenas duas vitórias para confirmar o título inglês, o Liverpool continua esperando a definição sobre o futuro da Premier League. Enquanto a bola não volta a rolar na Inglaterra, reveja os principais lances protagonizados pelo trio dos Reds na atual temporada.

Leia também