'Saio porque o clube não me dá a confiança que preciso', diz Zidane sobre Real Madrid

·2 minuto de leitura
O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, na partida com o Chelsea, pela Liga dos Campeões

Zinedine Zidane, que na semana passada encerrou sua segunda passagem como técnico no Real Madrid, afirmou que deixou o cargo porque sentia "que o clube não lhe dava a confiança que precisava", de acordo com uma carta aberta publicada nesta segunda-feira pelo jornal esportivo As.

"Saio porque o clube não me dá a confiança que preciso, não me oferece o apoio para construir algo a médio ou longo prazo”, escreveu Zidane, garantindo que, após uma temporada sem títulos, "esqueceu tudo o que construí diariamente."

“Sou um vencedor nato e estive aqui para conquistar troféus, mas além disso existem seres humanos, emoções, vida e tenho a sensação de que essas coisas não foram valorizadas, que não foi compreendido que isso também mantém a dinâmica de um grande clube ”, afirmou.

"De certa forma, fui até censurado", lamenta o ex-treinador e ex-jogador do Real Madrid, conhecido pelo excelente relacionamento com os jogadores.

“Vou embora, mas não vou abandonar do barco e não estou cansado de treinar”, destacou o francês, que insistiu que, em sua primeira passagem pelo time da capital espanhola (2016-2018), saiu porque considerou que "a equipe precisava de um novo discurso para seguir no nível mais alto", agora "as coisas estão diferentes".

“Quero que todos respeitem o que fizemos. Gostaria que a minha relação com o clube e com o presidente (Florentino Pérez) nos últimos meses tivesse sido um pouco diferente da de outros treinadores”, destacou.

"Não estava pedindo privilégios, claro que não, mas um pouco mais de memória", acrescentou o vencedor de três campeonatos consecutivos da Liga dos Campeões (2016, 2017, 2018) à frente do Real Madrid.

Zidane, porém, mostrou sua gratidão a Pérez por ser aquele que o trouxe para o Real Madrid, primeiro como jogador e depois como treinador.

“Passar vinte anos no Madrid foi a coisa mais linda que me aconteceu na minha vida e sei que devo isso exclusivamente a Florentino Pérez que apostou em mim em 2001 (...) Falo de coração, estará sempre grato ao 'presidente' por isso. Sempre", escreveu.

gr/me/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos